Julinho Matos entra com recurso no TSE para manter candidatura - Abel Carvalho

Matéria do Dia

Rogério Alves: Especialista em WhatSapp

Rogério Alves, advogado -  Em tempos de Google para tudo e WhatsApp como meio de informação (o fuxico virou notícia) todo mundo virou es...

Portal da Poesia


Portal da Poesia Sem fim

Antes o amor me brindava em cores
Uma
Duas
Três noites de amores
Tom e dom de dissabores
Glória e rito sem valores
Noites
Dias
Um tempo sem fim

Havia
Então
O dia em que vivia
O tempo
A regra
Uma agonia
Valores
Cores do sem fim

Antes
Ontem
Nem te via
Hoje guias
Meu rumo e meu destino
Reclino
Declino e me afasto
Faço lastro
Na riqueza do sem fim

Enfim
no fim te vejo
Te beijo
Te amo
E te desejo
Revejo
Planejo viver contigo
apenas
Um longo dia sem fim.

Abel Carvalho

Julinho Matos entra com recurso no TSE para manter candidatura

Share This
Candidato apresentou certidão negativa do TCE que atesta não haver contas julgadas irregulares sob sua responsabilidade referente aos últimos 8 anos

RONALDO ROCHA DA EDITORIA DE POLÍTICA

Foto: Biaman Prado / O ESTADO

O candidato a prefeito de São José de Ribamar, Dr. Julinho (PMDB), da coligação “Forte é o Povo” ingressou com recurso no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e afirmou a O Estado que a sua candidatura está mantida no município.
Na última terça-feira o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Maranhão cassou a candidatura do médico, pelo placar de 4 a zero. O registro de candidatura do peemedebista já havia sido indeferido pela 47ª zona eleitoral em decorrência de duas contas desaprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) do Maranhão, durante a sua passagem pela diretoria da Maternidade Benedito Leite. Além das contas, a informação é de que o candidato não havia se desincompatibilizado no dia 2 de julho -como determina a Lei Eleitoral -, do cargo de médico.
O candidato, contudo, afirmou que já tramita no TSE o recurso pelo deferimento de sua candidatura e acusou o seu adversário, Luis Fernando Silva (PSDB) – candidato único em Ribamar no momento -, de ter desgastado a sua imagem durante o processo eleitoral.
“O fato é que fomos prejudicados durante toda a nossa campanha em São José de Ribamar. O meu adversário, candidato ‘LF’ sempre recorreu a imprensa falada, escrita e televisionada, com a mentira de que não éramos candidato, antes mesmo do indeferimento da Justiça Eleitoral. Antecipadamente ele concedeu uma entrevista a O Imparcial, dois dias antes do resultado, sobre o tema, o que inclusive nos deixou muito triste. Porque como é que um fato desse pode ser antecipado?”, questionou.
Certidão negativa – Julinho Matos apresentou a O Estado uma Certidão Negativa emitida ontem pelo TCE, sob o código de validação 1475159217061, que atesta não haver registro de contas julgadas irregulares de responsabilidade de Julio Cesar de Sousa Matos relativas ao período dos últimos 8 anos.
A consulta foi realizada com base nas informações registradas no Sistema de Controle de Processos do Tribunal de Contas [SCPT], e nos termos da Portaria nº 1294, de 13 de novembro de 2013.
“Não há nenhuma conta irregular em meu nome. Nunca cometi improbidade, nunca desviei dinheiro na minha vida e desafio até a imprensa a levantar a minha vida. Sou um homem honesto e trabalhador, diferentemente de alguns candidatos aí no Maranhão, que inclusive já foram presos e condenados, mas tiveram os seus registros de candidatura deferidos pela Justiça”, disse.
Ele afirmou que o indeferimento de sua candidatura atinge a democracia em Ribamar. “Deixou-se de ter uma democracia em Ribamar. Acredito que é a primeira vez no país onde há um concorrente só num município. Não existe isso”, completou.
Dr. Julinho reafirmou a sua candidatura e disse que aguarda decisão favorável no TSE. “Existe entendimento do ministro Gilmar Mendes que diz que depois que você se registra de forma elegível, você não pode mais ser indeferido, mesmo que caia uma liminar. Acredito que o meu registro será mantido”, finalizou.

Compreendo a Justiça, mas me sinto injustiçado, uma vez que sendo um homem honrado honesto deixo de concorrer, enquanto outros candidatos que foram presos e condenados foram homologados.

Dr. Julinho (PMDB)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad