Matéria do dia

Vereador Reginaldo do Posto solicita vistoria do Corpo de Bombeiros nos prédios das escolas da rede municipal de Ensino

O vereador Reginaldo do Posto (PRP) solicitou, através de Indicação que tramitou na última sessão ordinária da câmara municipal de Baca...

Publicidade

Moro marca data do depoimento de Lula no processo contra Eduardo Cunha

Ex-presidente será ouvido pelo juiz pela primeira vez por videoconferência


Após aceitar o pedido da defesa do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB) para que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o presidente Michel Temer sejam suas testemunhas, o juiz federal Sérgio Moro definiu a data de depoimento do petista para o próximo dia 30 de novembro, às 17h30. Através de um ofício, Moro pediu que o juiz federal da 3ª Vara Federal de São Bernardo do Campo realizasse a intimação do ex-presidente.
No ofício da última segunda-feira, Sérgio Moro determinou que fosse expedido uma carta precatória para a Justiça de São Bernardo do Campo para que a oitiva de Lula fosse marcada em um prazo máximo de 30 dias. O pedido foi feito como aditamento a outra carta precatória, em uma espécie de complemento a outra intimação feita pela Operação Lava-Jato, para o vendedor da Kitchens Cozinhas e Decorações – empresa que construiu a cozinha planejada do tríplex do Guarujá, atribuído a Lula – Rodrigo Garcia da Silva. Lula será ouvido logo após o término do depoimento do vendedor.
Ex-presidente será ouvido pela primeira pelo juiz Sérgio Moro
Ex-presidente será ouvido pela primeira pelo juiz Sérgio Moro
Moro explicou no ofício desta terça-feira o motivo do adiantamento: “Esclareço, outrossim, que o presente pedido se deve à imperiosa necessidade de dar celeridade a feito com réu preso (Eduardo Cosentino da Cunha), bem como, também, por racionalidade, uma vez que ja há ato agendado com essa Subseção, para a mesma data”, explicou.