Matéria do dia

Gleydson Santos e as podas de quase 1 milhão de reais: secretário pretende cortar galhos de 8 mil e 600 árvores em 90 dias

A secretaria de meio ambiente de Bacabal, cujo titular é o ex-vereador Gleydson Santos, pretende gastar, em apenas 90 dias, R$ 796.600,00...

Publicidade

Prefeita de Bom Jardim poderá ser afastada do cargo até o fim do mandato

Ministério Público do Maranhão pediu afastamento de Malrinete dos Santos Matos por subtração de documentos públicos e tentativas de interferência da ex-prefeita Lidiane Leite na gestão da cidade

  •  

0
O MPMA pede, ainda, a condenação da ré por ato de improbidade administrativa.
O MPMA pede, ainda, a condenação da ré por ato de improbidade administrativa. (Foto: Biaman Prado)
BOM JARDIM – Malrinete dos Santos Matos, prefeita do município de Bom Jardim, poderá ser afastada do cargo até o final do mandato. A proposta de afastamento foi feita pelo Ministério Público do Maranhão por ato de improbidade administrativa motivada pela subtração de documentos públicos e tentativas de interferência da ex-prefeita Lidiane Leite na gestão da cidade.
Em outubro deste ano, Malrinete já tinha sido afastada por causa de contratações ilícitas, dispensa indevida, direcionamento de licitação e outras irregularidades.
Segundo o promotor de Justiça Fábio Oliveira, a medida tem como objetivo “evitar embaraços e prejuízos à instrução processual”. Ainda de acordo com ele, se a prefeita voltar ao cargo, poderá continuar a dilapidar o patrimônio público.
Além do afastamento cautelar, o MPMA pede que a prefeita devolva todos os documentos ocultados indevidamente, devendo serem entregues, no prazo de 24 horas, ao atual prefeito, sob pena de configuração de crime de desobediência, motivando, ainda, a imputação de pagamento de multa diária.
Relacionadas