Matéria do dia

Vereador Venâncio do Peixe cobra da prefeitura a instalação de redutores de velocidade na Estrada da Bela Vista

O vereador Venâncio do Peixe (PDT) fez tramitar duas proposições na última sessão ordinária da câmara municipal de Bacabal. Na primeira, um ...

Publicidade

Temer admite que pode transformar MP do ensino médio em projeto de lei

Carla Araújo, Fabricio de Castro e Eduardo Rodrigues

O Centro Paula Souza foi desocupado na manhã de 6 de maio; a autarquia estadual havia sido tomada por estudantes em 28 de abril


BRASÍLIA - O presidente Michel Temer afirmou nesta terça-feira que poderá transformar a Medida Provisória (MP) que reforma o ensino médio em projeto lei para ser analisado pelo Congresso e criticou a ocupação das escolas. "Se for necessário votar projeto de lei, nós votaremos. Não há problema nisso." O fato de o governo querer reformar o ensino médio por meio de uma MP, e não um projeto de lei, é alvo de críticas de especialistas.
Temer afirmou ainda que a MP produziu o efeito de provocar o debate sobre a necessidade de reforma do ensino. "Não que seu seja a favor da MP, mas ela vai instalar uma discussão no País com vista no ensino médio”, disse. “As pessoas debatem sem ler o texto.”
O presidente também criticou a ocupação nas escolas feita por estudantes em protesto contra a MP e a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 241, que estabelece um teto de gastos para o governo nos próximos 20 anos. Segundo Temer, hoje "usa-se o argumento físico e não o verbal". "Se ocupa a escola, a estrada", disse, em discurso durante evento na Confederação Nacional da Indústria (CNI).

O presidente disse ainda que "não é possível" que as crianças não saibam multiplicar, não saibam falar o português. "A MP produziu ou não produziu efeito? Produziu. Estão discutindo. Estão até levando a efeito físico."