Matéria do dia

Gleydson Santos e as podas de quase 1 milhão de reais: secretário pretende cortar galhos de 8 mil e 600 árvores em 90 dias

A secretaria de meio ambiente de Bacabal, cujo titular é o ex-vereador Gleydson Santos, pretende gastar, em apenas 90 dias, R$ 796.600,00...

Publicidade

Justiça suspende bloqueio de bens da Odebrecht na Lava Jato



Sede da Odebrecht em São Paulo© REUTERS/Paulo Whitaker Sede da Odebrecht em São Paulo
A Justiça Federal do Paraná determinou nesta sexta-feira a suspensão dos efeitos da indisponibilidade de bens da Odebrecht e do depósito em conta judicial mensal do equivalente a 3 por cento das receitas totais da empreiteira que havia decidido em novembro, informou o tribunal.
A decisão, do juiz Friedmann Anderson Wendpap, da 1ª Vara Federal de Curitiba, atende a pedido do Ministério Público Federal, que usou a celebração de acordo de leniência com a empreiteira como justificativa para suspender a medida.
A decisão de Wendpap revoga determinação do próprio magistrado de novembro que afetava a Construtora Norberto Odebrecht e a Odebrecht Plantas Industriais e Participações.
"Os efeitos do acordo de leniência hão de ser melhor debatidos após a abertura do contraditório, ressoando, por ora, a verossimilhança das alegações expendidas pelo Ministério Público Federal, genuíno defensor do interesse público primário e demais direitos sociais", escreveu o magistrado em sua decisão.
"Nesses termos, suspendo, por ora, os efeitos da decisão prolada... em face da Construtora Norberto Odebrecht e da Odebrecht Plantas Industriais e Participações", decidiu.
A decisão havia sido tomada em ação de improbidade administrativa no âmbito da Lava Jato, que investiga um bilionário esquema de corrupção na Petrobras (PETR4.SA).
(Por Eduardo Simões)