Matéria do dia

Lourival Souza: Estudo inédito revela falta de habilitação de motociclistas e consequências para o trânsito no Brasil

Com a missão de estar “observando” a mobilidade no Brasil, o OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária publica hoje o estudo “Condução de...

Publicidade

Temer diz ao TSE que testemunhas não apontaram participação dele em ilícitos

Petição foi apresentada depois que o relator da ação, ministro Herman Benjamin, ouvir vários ex-executivos da construtora Odebrecht, cujos depoimentos ainda estão sob sigilo.

Por Mariana Oliveira, TV Globo, Brasília

A defesa do presidente Michel Temer enviou nesta segunda-feira (13) documento ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para reiterar que nenhuma testemunha do processo que pede a cassação da chapa Dilma-Temer informou a participação ou anuência dele com fatos ilícitos.

A petição foi apresentada após o relator da ação, ministro Herman Benjamin, do TSE, ter ouvido vários ex-executivos da construtora Odebrecht, cujos depoimentos ainda estão sob sigilo.

Segundo a defesa, qualquer responsabilidade que seja atribuída a Temer na ação "segue sendo subsidiária", ou seja, sem a atuação efetiva dele.

Michel Temer se manifestou porque, como parte interessada no processo, poderia indicar a coleta de novos depoimentos de testemunhas no processo neste momento. A defesa afirmou, porém, que não há necessidade da indicação de testemunhas.

O PSDB é o autor de quatro ações que apontam abuso de poder político e econômico por parte da chapa eleita. Entre as irregularidades, o partido apontou desvio de dinheiro da Petrobras para abastecer contas de campanha. A ação foi movida após a eleição, no fim de 2014. Em fevereiro de 2015, chegou a ser arquivada, e, em outubro do mesmo ano, foi reaberta pelo TSE. Atualmente, o PSDB integra o governo Temer.

SAIBA MAIS
TSE reabre ação do PSDB para impugnar mandato de Dilma e Temer

Impeachment não influencia ações contra chapa Dilma/Temer, diz relator

PF aponta pagamentos irregulares da chapa Dilma-Temer a gráficas