Matéria do dia

Rogério Alves: Somos a Porta da Justiça.

Rogério Alves Advogado Com a indefinição do entra e sai de Zé Vieira da prefeitura fiquei aguardando os acontecimentos para me manifes...

Publicidade

I Movimento Abril Verde de Bacabal em Memória as Vítimas de Doenças e Acidentes do Trabalho acontece hoje a noite na AABB





Com o objetivo de promover a conscientização sobre os problemas de ocorrências sobre Doenças e Acidentes do trabalho na cidade e em todo o país, Profissionais de Segurança do trabalho do mundo inteiro celebram esse dia em Memória as Vitimas de Doenças e Acidentes do Trabalho.


Com esse mesmo propósito Profissionais, Ex- alunos e Alunos de Segurança do Trabalho de Bacabal se mobilizaram para realizarem o I Movimento Abril Verde de Bacabal.



TST Leonardo Lima
TST`s Alyne Cruz e Adriana Barroso


Ambos Profissionais de Segurança do Trabalho, que afirmam "o evento fará toda diferença quanto ao conceito sobre saúde e segurança do trabalho por parte do Empregador e Trabalhador, fazendo com que tenhamos um numero significante na redução de Doenças e Acidentes do Trabalho".

POR QUE O MÊS DE ABRIL?
Dia Mundial em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho e Dia Mundial da Saúde.


No dia 28 de abril, pessoas de todo o mundo celebram o “Dia Mundial em Memória das Vítimas de ACIDENTES e Doenças do Trabalho”.


A data foi instituída por iniciativas de sindicatos canadenses e escolhida em razão de um acidente que matou 78 trabalhadores em uma mina no estado da Virgínia, nos Estados Unidos, em 1969. No Brasil, em maio de 2005, foi promulgada a Lei No. 11.121, criando o Dia Nacional em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho.


No dia 07 de abril é celebrado o dia Mundial da Saúde, instituída pela Organização Mundial da Saúde, que define: a saúde é um estado de completo bem-estar físico, mental e social e não apenas a ausência de doença ou enfermidade. Criada em 1948, a data tem como objetivo conscientizar a população a respeito da qualidade de vida e dos diferentes fatores que afetam a saúde populacional.


EM MEMÓRIA
Em 28 de abril nós lamentamos aqueles que morreram. No entanto, as mortes no trabalho também são um lembrete de que todos os níveis de governo são fundamentais para fazer mais por leis de saúde e segurança e vigorosamente julgar violações quando um trabalhador é morto ou gravemente ferido.


É tempo de tratamento justo e igualitário perante a lei para mortes e acidentes de trabalho.


O MOVIMENTO
O Movimento Abril Verde, uma iniciativa do Sindicato dos Técnicos de Segurança do Estado do Paraná, tem como intuito trazer à sociedade a questão da segurança e saúde do trabalhador brasileiro. A mobilização se faz necessária para tratar do tema das Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho com o objetivo maior de reduzir os acidentes de trabalho e os agravos à saúde do trabalhador, e mobilizar o envolvimento da sociedade, dos órgãos de governos, empresas, entidades de classe, associações, federações, sociedade civil organizada para prevenir e alertar sobre os problemas que ocorrem no mundo do trabalho e em decorrência do mesmo. Essa iniciativa quer trazer saúde e a prevenção para dentro do local onde passamos grande parte do nosso dia, da nossa vida e produzimos a riqueza da sétima economia do mundo.


POR QUE NOS APOIAR?
Apoiar essa iniciativa é acreditar que se pode fazer mais por um trabalho saudável e sem acidentes. Somente com o envolvimento, com a troca de informações, é que se pode favorecer uma cultura de prevenção à vida e à saúde no ambiente de trabalho.


Seja um apoiador e tenha sua marca associada a uma ação de valor social. É com sua ajuda que podemos chegar cada vez mais longe, atingir cada vez mais pessoas e salvar cada vez mais vidas.


OS NÚMEROS


GASTOS COM ACIDENTE DO TRABALHO E ADOECIMENTOS:
Dados oficiais registraram, nos últimos cinco anos, uma média de 710 mil acidentes do trabalho/ano. Desses, 2,8 mil resultaram em morte, 15 mil em sequelas permanentes e mais de 7 milhões de dias de trabalhos perdidos a cada ano. Esses acidentes geram despesas anuais em torno de R$ 11 bilhões apenas para a Previdência Social.


Estão de fora dessa conta os acidentes não notificados e os eventos envolvendo trabalhadores autônomos, informais, servidores públicos, militares e empregados domésticos.


Também estão de fora os gastos com tratamento de saúde, perda de produtividade e indenizações entre outros, Ao incluir esses custos, a cifra pode alcançar, segundo a OIT, 4% do PIB, ou seja, mais de R$ Bilhões por ano.
Além do prejuízo financeiro está a perda de pessoas QUERIDAS e as sequelas causadas por lesões, incalculáveis.

ACIDENTES TÍPICOS
Situações que representam mais de 80% dos acidentes graves e fatais:
- Impactos diversos (ex: objetos lançados, impacto de máquinas, etc)
- Quedas
- Choques elétricos
- Aprisionamentos (ex: soterramentos, esmagamentos, etc)

ADOECIMENTOS
Estima-se 115 mil casos por ano
1º lugar: doenças do sistema muscular e tecido conjuntivo (45%- LER/DORT membros superiores; 49% problemas na coluna vertebral);
2º lugar: transtornos mentais (Depressão/ Ansiedade – 49%; Reação ao Stress Grave – 44%);
3º lugar: doenças do sistema nervoso (86% Síndrome do Túnel do Carpo e outros transtornos dos nervos de Membros Superiores)
4º lugar: doenças do aparelho digestivo (80% hérnias);
5º lugar: doenças do sistema circulatório (36% varizes).