Matéria do dia

Rogério Alves: Somos a Porta da Justiça.

Rogério Alves Advogado Com a indefinição do entra e sai de Zé Vieira da prefeitura fiquei aguardando os acontecimentos para me manifes...

Publicidade

Roberto Costa sai da hibernação, faz denúncia contra o triunvirato que administra de Bacabal, provoca resposta de Patrícia e leva Zé Vieira para a TV

Por Nice Moraes
Agência Assembleia



O deputado Roberto Costa (PMDB), da tribuna da Assembleia Legislativa, denunciou na sessão desta segunda-feira (08), a administração do prefeito Zé Viera, da cidade de Bacabal. Ele afirmou que as licitações são feitas de forma ilegal e que os contratos firmados são milionários.

“As empresas que trabalham são direcionadas e toda licitação é feita de forma ilegal. É uma cidade completamente abandonada, desassistida. O que foi feito até agora na sede foi o asfalto que o governo do Estado encaminhou, fora isso, não existe nenhuma ação concreta da prefeitura. A única ação existente hoje é a perseguição aos funcionários da Prefeitura”, afirmou Roberto Costa, enfatizando uma manifestação da comunidade de Boa Vista da Tábua, ocorrida hoje, porque os moradores ficaram revoltados com a saída da diretora da escola daquela comunidade.

Segundo o deputado, a escola existente no bairro Trizidela foi fechada, deixando cerca de 120 crianças sem aulas. “A escola foi fechada e nós temos 120 crianças do bairro da Trizidela sem direito a ir para escola. As questões políticas têm que se tornarem pequenas em função do interesse do povo. Por isso, nós estamos denunciando este caso de Boa Vista da Tábua, do Bairro da Trizidela, ao Ministério Público para que essas perseguições parem contra o povo de Bacabal”, acentuou Roberto Costa.

Ao finalizar, Roberto Costa disse que não se calar e vai continuar denunciando os atos irregulares para ticados pela administração do prefeito Zé Veira. “Nós não vamos nos calar, por mais que eles tentem as agressões ao povo de Bacabal. Esta tribuna da Assembleia continuará sendo uma tribuna de resistência para que esses atos criminosos que são feitos contra o povo de Bacabal não aconteçam mais”.