Matéria do dia

Deu no Blog do Vanilson Rabelo: prefeitura não compra remédios para os postos de saúde e não paga professores em Bacabal

BACABAL: População sofre com a falta de medicamentos em postos de saúde do município Que precisa dos remédios e de outros produtos, qu...

Publicidade

Crise: João Alberto é excluído de pesquisa do PMDB

Do Blog do John Cutrim



Talvez um dos motivos para que a pesquisa Escutec encomendada pelo PMDB tenha, a princípio, sido engavetada é a exclusão do nome do senador João Alberto, tanto dos cenários de senador quanto de governador.

De acordo com informações apuradas pelo blog, uma grande crise foi formada no grupo Sarney a ponto de a divulgação da pesquisa ter sido abortada. Alguns sarneisistas não teriam gostado dos números. Além da exclusão do nome de João Alberto, foi questionado também o fato de como Lobão Filho aparecer bem pontuado mesmo sem ter ainda se lançado candidato a senador. Em um dos cenários, Edinho chega a liderar como segunda opção de voto.

Reeleito recentemente presidente do Conselho de Ética do Senado pela sexta vez, João Alberto tem cacife suficiente para disputar a reeleição de senador ou até mesmo concorrer ao cargo de governador, caso Roseana Sarney opte por não enfrentar Flávio Dino. Só que ninguém entendeu como o seu nome foi suprimido dos questionários da pesquisa, o que demonstra que ‘Carcará’ está sem prestígio e desprezado pelo grupo Sarney.

O certo é que, depois de muita crise e confusão, somente nesta quarta-feira (21) os números foram revelados.

Para o Senado, o ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho (PV), e o deputado federal Zé Reinado (PSB) lideram com 13% e 10,8%, respectivamente. Na sequência, aparecem Gastão Vieira (Pros), 10%; Lobão Filho (PMDB), 9,2%; Waldir Maranhão (PP), 6,3%; Weverton Rocha (PDT), 6,2%; e Clóvis Fecury (DEM), 2,1%.

O levantamento da Escutec foi realizado em 80 municípios, no mês de junho, e foram ouvidos 2.034 eleitores.