Matéria do dia

Deputado Carlinhos Florêncio promove visita aos alunos do Programa Negócio Certo Rural no povoado Bom Jesus

O deputado Carlinhos Florêncio com o filho Florêncio Neto, vice-prefeito de Bacabal, acompanhado de vereadores e secretários no povoado B...

Publicidade

Procon garante combate à revenda de gás clandestino e aumento de preços abusivos no gás de cozinha em Bacabal

Presidente do Procon/MA e do Viva, Duarte Júnior,
durante diálogo com os revendedores de
gás em Bacabal. Foto: Divulgação


O Instituto de Promoção e Defesa do Cidadão e Consumidor do Estado do Maranhão (Procon/MA) realizou, na quarta-feira (7), diálogo com revendedores de gás de cozinha do interior do Maranhão. O presidente do Procon/MA e do Viva, Duarte Júnior, discutiu as constantes denúncias envolvendo os preços praticados no município de Bacabal, onde o encontro foi realizado, alvos de inúmeras reclamações dos consumidores.

O Procon/MA solicitou justificativas para os preços praticados. Essa cobrança será intensificada nas próximas semanas, em uma operação para combater a revenda clandestina de gás e coibir preços abusivos aos consumidores. Acontecerá primeiro em Bacabal, e, depois, nos demais municípios onde há denúncias.


A fiscalização será realizada em conjunto com o Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBMMA), Polícia Militar do Maranhão (PMMA), Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz) e Agência Nacional do Petróleo (ANP).

“Nosso objetivo é diferenciar o bom do mau empresário, orientando os primeiros e combatendo as irregularidades praticadas pelos últimos, a fim de garantir um serviço com segurança, qualidade e preços justos em todo o Estado”, disse Duarte Júnior durante o diálogo.


“Quem é legal, não teme. Por isso, procuramos essa parceria com o Procon para dar tranquilidade aos nossos clientes”, afirmou Davi Oliveira Silva, revendedor em Coroatá, que elogiou a iniciativa do debate. O revendedor de Chapadinha, Denílson Lobo, destacou a necessidade do diálogo. “Nós reconhecemos a importância dessas fiscalizações ao consumidor, para que ele não seja lesado, e para que acabe com a revenda clandestina, que é o que a gente espera que aconteça”.


Presentes na reunião revendedores de gás dos municípios de Coroatá, Chapadinha, Bacabal, Arari, Vitória do Mearim, Miranda do Norte, Penalva, Cajari, Caxias, Coelho Neto, Timbiras, São Luís Gonzaga, Itapecuru-Mirim, São Domingos do Maranhão, Vargem Grande, Santa Quitéria, Peritoró, Rosário, Pinheiro, Codó, Viana, Santa Inês e Pio XII.