Matéria do dia

Vereador Reginaldo do Posto requer melhoria da infraestrutura do povoado São José das Verdades

O Vereador Reginaldo do Posto (PPS) teve proposição aprovada pelo plenário da câmara municipal de Bacabal, requerendo que o   prefeito  J...

Publicidade

Governo injeta mais R$ 9 milhões para uso em Comunicação Social

Recursos, que eram para uso exclusivo em serviços da dívida interna do Estado foram destinados, por meio de decreto, para gastos com a imagem do Governo

RONALDO ROCHA DA EDITORIA DE POLÍTICA
O Estado Ma


Marcio Jerry vai administrar recursos (Foto: Aquivo)


O governador Flávio Dino destinou mais R$ 9 milhões para a Secretaria de Estado da Comunicação e Assuntos Políticos (Secap), comandada pelo presidente do PCdoB no Maranhão, secretário Marcio Jerry.

Os recursos, que tinham aplicação específica para serviços da dívida interna, foram remanejados, por meio de decreto, do Tesouro Estadual. O decreto está publicado no Diário Oficial do dia 12 de junho deste ano.


Com o aporte de mais R$ 9 milhões, a pasta de Marcio Jerry, pré-candidato a deputado federal pelo PCdoB, passa a contar com pelo menos 67,9 milhões somente para uso na comunicação do Governo do Maranhão.


O montante é cerca de R$ 24 milhões a mais do que o governador Flávio Dino utilizou para o segmento no ano passado, o segundo de sua gestão.


O orçamento do Executivo para 2017 aprovado na Assembleia Legislativa no fim do ano passado foi de R$ 18.261.620.064,00 bilhões. Exatos R$ 4,1 bilhões a mais do que teve a ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) para executar no último ano de gestão.


Deste montante Dino ampliou em mais de R$ 15 milhões os recursos para as despesas com Comunicação Social.


Em 2016, por exemplo, ele teve um orçamento que apontava para uma estimativa der gasto de 43,8 milhões com essa rubrica.


Já este ano, a previsão subiu para R$ 58,9 milhões. Chega-se agora à marca de R$ 67,9 milhões com o remanejamento de mais R$ 9 milhões.


Outro aumento considerável no orçamento do Estado diz respeito aos gastos reais com a folha de pessoal. Levantamento de O Estado feito em dezembro do ano passado, apontou estimativa de aumento de R$ 700 milhões.


Isso porque a despesa do Executivo com pessoal saltou de R$ 6,38 bilhões para 7,09 bilhões, uma aumento exato de R$ 713.234.058,00 milhões.


Sem prioridade – O mesmo orçamento que assegurou aumento com gastos na Comunicação, sobretudo para uso em propaganda institucional, não apresentou ampliação de investimentos na mesma proporção para setores como Saneamento, Esportes, Comércio e Infraestrutura.


Em dezembro do ano passado, por exemplo, quando a peça era debatida na Assembleia Legislativa, a oposição chegou a questionar o “pouco” investimento nos setores.


Andrea Murad (PMDB) apontou cortes. “Saneamento, menos 16,75%; na área do Comércio e Serviços, menos 39,17%. E Desporto e Lazer, que também não será prioridade alguma para Flávio Dino, menos 28,98%”, destacou.


A peça, contudo, foi aprovada pelo Legislativo daquela forma.

Saiba Mais
Na semana passada, O Estado revelou que a Hering Táxi Aéreo já faturou R$ 8,4 milhões sem licitação no Governo Flávio Dino. O valor refere-se a pagamentos efetuados após os três aditivos ao contrato inicial, de 2015, com a Secretaria de Estado do Governo (Segov) – para atender às demandas de viagens do governador e de seus auxiliares mais próximos – e por meio de uma dispensa de licitação, da Secretaria de Estado da Saúde (SES).