Matéria do dia

Vereador Reginaldo do Posto solicita vistoria do Corpo de Bombeiros nos prédios das escolas da rede municipal de Ensino

O vereador Reginaldo do Posto (PRP) solicitou, através de Indicação que tramitou na última sessão ordinária da câmara municipal de Baca...

Publicidade

João Alberto diz que esta semana deve abrir processo investigatório na Comissão de Ética contra senadoras


Aquiles Emir


O senador João Alberto (PMDB-MA), que preside a Comissão de Ética e Decoro Parlamentar do Senado, anunciou nesta segunda-feira (31 de julho), que esta semana abrirá o processo de investigação sobre o comportamento das senadoras Fátima Bezerra (PT-RN), Gleisi Hoffmann (PT-PR), Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), Lídice da Mata (PSB-BA) e Kátia Abreu (PMDB-TO), que no dia 11 de julho protagonizaram uma cena inusitada no parlamento ao ocuparem a mesa diretora dos trabalhos e impedirem que o presidente da Casa, Eunício Oliveira, desse continuidade à sessão em que foi votada a Reforma Trabalhista.

João Alberto ainda não sabe que punição será aplicada, pois isto dependerá do parecer do relator a ser escolhido pelos membros da comissão, mas tem certeza de que as senadoras não ficarão impunes, já que considera a atitude um afronta ao Senado. Ele informou que as cinco já fizeram apelos no sentido de que sejam abrandadas as punições, num claro reconhecimento de que agiram precipitadamente.


De acordo com o senador, há quem defenda pena de suspensão dos mandatos, por um breve período de quatro meses, mas há os que acham que uma simples advertência seria suficiente para mostrar ao país e aos demais membros do parlamento de que ninguém pode tumultuar os trabalhos do Senado simplesmente porque diverge dos temas debatidos e votados.