Mais de 100 toneladas de arroz e milho são entregues batidas para agricultores de Bacabal - Abel Carvalho

Matéria do Dia

Rogério Alves: Especialista em WhatSapp

Rogério Alves, advogado -  Em tempos de Google para tudo e WhatsApp como meio de informação (o fuxico virou notícia) todo mundo virou es...

Portal da Poesia


Portal da Poesia Sem fim

Antes o amor me brindava em cores
Uma
Duas
Três noites de amores
Tom e dom de dissabores
Glória e rito sem valores
Noites
Dias
Um tempo sem fim

Havia
Então
O dia em que vivia
O tempo
A regra
Uma agonia
Valores
Cores do sem fim

Antes
Ontem
Nem te via
Hoje guias
Meu rumo e meu destino
Reclino
Declino e me afasto
Faço lastro
Na riqueza do sem fim

Enfim
no fim te vejo
Te beijo
Te amo
E te desejo
Revejo
Planejo viver contigo
apenas
Um longo dia sem fim.

Abel Carvalho

Mais de 100 toneladas de arroz e milho são entregues batidas para agricultores de Bacabal

Share This

A Prefeitura de Bacabal, através da Secretaria Municipal de Agricultura, fez a bateção de 93.640 quilos de arroz e 12.790 quilos de milho e os entregou no ponto para serem comercializados pelos agricultores de vários povoados bacabalenses.

A bateção é um procedimento para limpeza tanto do arroz quanto do milho. No caso do arroz é descartada palha e os cachos ficando os grãos livres de impurezas. No caso do milho, é retirada a palha e resta a espiga sem impurezas. O incentivo da Secretaria de Agricultura é oferecer maquinário e pessoal para a bateção, como explica o secretário de Agricultura Inaldo Nascimento: "Se não fosse essa assistência da Administração de Bacabal, os nossos agricultores estariam penando e tendo que fazer a bateção ainda no sistema do jirau de madeira".





Foram beneficiados agricultores dos povoados Boa Vista da Taba, Alto Alegre do Acelino, e povoado Bomba. A produção foi colhida pelos agricultores no sistema manual e depois de submetida à bateção é devolvida a eles para comercializarem livremente, tendo em mãos um produto com valor de mercado e sem que tenham tido nenhuma despesa nesse processo. Se tivessem que pagar pelo serviço, os agricultores gastariam uma fortuna. O preço para a bateção de um saco é de R$ 7,00 se multiplicarmos pelos 2.295 sacos de arroz e milho batidos pela secretaria de Agricultura, temos o valor de 16 mil e 65 reais.

Povoados contemplados pela ação



No povoado Boa Vista da Taba, foram batidos 495 sacos de arroz e 130 sacos de milho, o que equivale a 22 toneladas 275 quilos de arroz e 7 toneladas e 800 quilos de milho. No povoado Bomba a produção de arroz batida foi de 114 sacos de arroz o que equivale a 5 toneladas e 150 quilos. A maior produção foi em Alto Alegre do Acelino, onde foram batidos 1.300 sacos de arroz o que equivale a 58 toneladas e 500 quilos, além de 63 sacos de milho o correspondente a 3 toneladas 780 quilos. Em Lagoa Perto, a produção beneficiada foi de 100 quilos de arroz. No povoado Lusiana foram batidos 73 sacos de arroz e 20 sacos de milho, o equivalente a 4 toneladas 485 quilos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad