Empresa declara comercialidade de poço de gás em Bacabal - Abel Carvalho

Matéria do dia

João Alberto é indicado para a “Comissão do Recesso” do Congresso

Gilberto Léda , Blog do Gilberto Léda - O senador João Alberto foi indicado pelo MDB para fazer parte da Comissão Representativa do Con...

Empresa declara comercialidade de poço de gás em Bacabal

Share This
Campo de gás natural no interior do Maranhão

A política de atração e expansão de investimentos no Maranhão, realizada pela Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Energia (Seinc), resulta no anuncio de mais uma importante iniciativa no estado. A declaração de comercialidade de um poço de gás natural localizado no município de Bacabal, município da região do Médio Mearim.

A Eneva (antiga MPX), declarou a comercialidade do novo campo de gás natural, chamado de Gavião Tesoura. A partir dessa declaração, há perspectivas de início de produção de gás não só em Bacabal, mas, nas cidades de Bom Lugar e São Luís Gonzaga do Maranhão. Cada município possui um poço perfurado até o momento, com potencial de produção futura.

Gavião Tesoura tem um volume estimado de ‘gas in place’ de 2,24 bilhões de m³ e está localizado na Bacia do Parnaíba. Este é o oitavo campo declarado comercial pela empresa na região. O gás natural seguirá até o Complexo Termelétrico do Parnaíba (1,4 GW), que corresponde hoje a 11% da capacidade instalada a gás natural do Brasil.

A partir do início de produção no campo, espera-se também o pagamento de royalties ao Maranhão e aos municípios produtores, bem como outras compensações previstas pela legislação em vigor.

Recentemente, o Maranhão foi o único estado a contar com um empreendimento a gás vencedor no Leilão de Energia Nova A-6, realizado em agosto. Essa obra deverá demandar investimentos superiores a R$ 1 bilhão no Estado, bem como a geração de novos empregos. Com isso, o Maranhão consolida-se como um destino promissor de investimentos.

“Com a declaração de comercialidade, abre portas para a geração de empregos, renda e de outros investimentos, que certamente vão impactar de maneira positiva as regiões onde estão concentrados os poços”, avaliou o secretário de Estado de Indústria, Comércio e Energia, Expedito Rodrigues.

Em seis meses, depois da declaração de comercialidade de Gavião Tesoura, a Eneva encaminhará à Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) o Plano de Desenvolvimento do Campo. No documento serão detalhadas as novas atividades pretendidas na área de Gavião Tesoura. Essas atividades representam novos investimentos no interior do Estado e geração de renda.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad