Matéria do dia

Secretaria municipal de saúde descobre rombo camuflado em compras e em prestação de serviços inexistentes na ordem de quase 7 milhões de reais

A gestão do prefeito deposto José Vieira deixou ainda em aberto mais de 1 milhão de reais da Fopag do mês de junho. Três meses fora...

Publicidade

Votação cai e influência do governador Flávio Dino pode não ser a que o candidato prestamista César Brito espera na eleição de Bacabal


O candidato prestamista César Brito (PPS) aposta todas as suas fichas - e isso é literal - para virar e vencer a eleição em Bacabal, cujos indicadores apontam para uma segura vitória do candidato cristão Edvan Brandão (PSC), na influência que o governador reeleito do Maranhão, Flávio Dino de Castro e Costa, possa exercer no processo eleitoral, que, de fato começou ontem, 08.

Os usurários integrantes do núcleo duro que apoia Brito usam o seu séquito para espalhar, como fato, a esperança de que o Flávio Dino abrace a sua candidatura, venha para dentro do município de Bacabal, e, além de permitir a utilização da máquina administrativa do Estado, também participe de eventos e ações como comícios, palestras e até arrastões em bairros e povoados.

Brito sabe que só tem esse caminho para mudar a situação adversa que se apresenta, e alimenta e estimula seus seguidores vendendo, inclusive, exercer pressão sobre o governador do Maranhão em razão de ter sido um dos seus financiadores - pelo menos ele conta isso em Bacabal, quando da sua primeira campanha e eleição.

Votação de Dino caiu

Contudo, os números eleitorais do primeiro turno desta campanha, jogam contra a tese do prestamista e mostram que Flávio Dino, Talvez por ser apoiado por um contraventor, perdeu votos, e consequentemente, influência política no município.

Na eleição de 2014 Flávio Dino de Castro e Costa recebeu a votação de 76,55% dos eleitores de Bacabal, ou seja: 32.372 votos. Na eleição que aconteceu domingo, 07, os votos do governador despencaram 59,01% do eleitorado, ou seja: 25.098 votos, uma queda percentual de 17,54% ou 7.274 votos a menos.

E essa acentuada queda na votação do governador aconteceu sem que o candidato Edvan Brandão, que hoje responde como prefeito do município em razão de ser o presidente da câmara municipal da cidade, fizesse qualquer tipo de campanha contra o governador, mesmo sendo aliado do senador João Alberto Souza, que é aliado de primeira linha da ex-governadora Roseana Sarney, candidata derrotada no pleito, inclusive em Bacabal.

Brandão manteve cômoda posição na campanha, mesmo recebendo a governadora em uma única oportunidade, e nesse posicionamento recebeu o apoio do deputado estadual Roberto Costa (MDB), que é integrante da bancada de Dino na assembleia legislativa do Estado, e o principal avalista da sua candidatura a prefeito de Bacabal.

Se Edvan Brandão de Farias tivesse feito qualquer movimento ou ação contra a candidatura de Dino em Bacabal, certamente a votação do governador poderia ter sofrido ainda uma queda maior, embora 59,01% do eleitorado continue a ser considerado um número extremamente expressivo.


2 comentários

O motivo da diminuição dos votos do Flávio Dino desta para aquela eleição (2014) passa pela qualidade do adversário. Em 2014 foi o aspirante a político chamado lobinho que disputou o governo do estado com Flávio Dino. Agora a disputa foi com a ex -governadora Roseana Sarney, portanto a qualidade dos adversarios do governador nas duas eleições deve ser levada em consideração para um isento juízo de valor.

Balas

Blog não tem fala

Balas