PL prevê criação do Banco de Leite Materno no Hospital Materno Infantil de Bacabal, vereador Dedê da Tresidela, é o autor da matéria. - Abel Carvalho

Matéria do Dia

Prefeitura de Bacabal avança na Educação Especial com formação técnica de mediadores

  Assecom Bacabal, com redação e fotos de Wanderson Ricardo  - Está sendo realizado no auditório da Secretaria Municipal de Educação (Semed)...

Portal da Poesia


Portal da Poesia Condenação

Recém saído da puérpera solidão da embriaguez decido:
Aceito as penas que me são impostas.
Não recorrerei da minha condenação.
Serei sacro,
Nunca santo,
Recebo o clausuro que me impuseram.

Claustro e disforme vomitarei as brenhas do tempo.

Se me vergastarem,
Receberei o meu açoite.

Natibundo engulo o celibato que me amealha,
Sucumbo ao esterco dos desejos de Onam.

Se me admoestam,
Afago os sonhos, que são muitos,
Com o desdém da quiromania do passado.

Não choro, não retrocedo, apenas multiplico,
Estendo a ti a minha sentença.

Seremos comparsas coniventes da tua imposição,
tu juíza,
Eu réu, sem direito a absolvição.

Abel Carvalho

PL prevê criação do Banco de Leite Materno no Hospital Materno Infantil de Bacabal, vereador Dedê da Tresidela, é o autor da matéria.

Share This
Assecom Câmara, com fotos e redação de Wanderson Ricardo - Foi protocolado na câmara de Bacabal o Projeto de Lei nº 1.452/2021, de autoria do vereador Dedê da Tresidela (PSC), que versa sobre a instalação de um banco de leite materno, no Hospital Materno Infantil (HMI), do Município de Bacabal, através da secretaria municipal de saúde.
No documento o vereador destaca os objetivos e os benefícios e oriundos do banco de leite, que são eles: fornecer leite materno sob prescrição médica, atendendo às necessidades dos recém-nascidos, principalmente dos prematuros desnutridos e lactantes com patologias que exijam o aleitamento natural; contribuir para reduzir a mortalidade infantil e estabelecer condições para a manutenção de um grupo permanente de nutrizes em estado adequado de saúde.
“O presente Projeto de Lei se baseia em pesquisas científicas que comprovam que o aleitamento materno, nos primeiros meses de vida do bebê, é fundamental para determinar a sua qualidade de vida na fase adulta”, argumenta.
“Na fase inicial o leite materno é o alimento completo, que dispensa qualquer aditivo, seja sucos, chás, água, papinhas ou qualquer outro tipo de leite. Citamos também as vantagens do aleitamento materno como: proteção contra infecções, pois, além de conter vários fatores protetores, a criança terá menor contato com contaminantes, e também porque o leite materno tem todos nutrientes que a criança precisa e por isso tem menor risco de infecções”, diz o vereador em sua justificativa.
Ao subir na Tribuna, em seu pronunciamento durante a sessão ordinária de ontem, 02, quarta-feira, Dedê da Tresidela pediu apoio para aprovação do Projeto de Lei que segue para análise das comissões pertinentes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad