Roberto Costa e Fundação Ulysses Guimarães promovem curso de dicção e oratória na Assembleia - Abel Carvalho

Matéria do Dia

Rogério Alves: Advogado Carlos Sérgio é recebido em 'live' para discutir 'eleições 2020'.

Rogério Alves, advogado - Recebi em live, na última quarta-feira, dia 8 de julho, em minha página no Youtube, ao advogado Carlos Sérgi...

Portal da Poesia


Portal da Poesia Quantas Poesias?

Quantas poesias faria pra ti na mesma noite?
Todas que o meu amor coubesse...
E nelas realizaria todos os teus sonhos
Os meus sonhos
Os nossos sonhos
Enfim...

Quantas poesias teria feito pra ti se já vivemos juntos?
Todas que o meu amor coubesse em um ano
Em tantos anos que já tivéssemos vividos, assim

Mas seriam poemas de regozijo e alegria
Versos de amor e fantasia
Nunca rimas de dor
Saudade e desespero como agora

Você sempre acaba abandonando alguém
Para ficar com outra pessoa
Dor estranha
Saudade sem nexo
Não querer sair
Não querer ficar

Que confusão lírica
Odisseia de amores perdidos
Ditos como verdadeiros
E silos de dissabores e devaneios

Canção
Caução
Correção inacabada
Vitiligo que nunca escurece
Amor
Amor sem fim
Sem ti
Sentir
Sem mim
Sem tom
Sem sentido
Sem dia
Sem noite
Enfim assim...

Abel Carvalho

Roberto Costa e Fundação Ulysses Guimarães promovem curso de dicção e oratória na Assembleia

Share This

Agência Assembleia - Em parceria com o deputado Roberto Costa (MDB), a Fundação Ulysses Guimarães iniciou, na tarde desta quinta-feira (25), no Auditório Fernando Falcão, na Assembleia Legislativa, o curso Dicção e Oratória, que se estenderá até esta sexta-feira (26), com inscrição gratuita e voltado para todos os segmentos da sociedade.
“É um curso que oferece capacitação e até melhores condições de trabalho. A comunicação transforma a vida dos jovens e dos trabalhadores. Então, este curso é para desenvolver competências necessárias para que o indivíduo tenha uma boa elaboração de um discurso e fale em público sem problemas. Aproveito para parabenizar a Fundação Ulysses Guimarães, que está preocupada em capacitar pessoas em todos os municípios do Estado, levando conhecimento que vai contribuir para a qualificação no mercado de trabalho de milhares de pessoas”, disse Roberto Costa.
A aula de abertura foi feita pelo presidente da Fundação, professor Wellington Gouveia, que abordou várias temáticas sobre a oratória, destacando que ela é a arte de falar em público de forma estruturada e deliberada, com a intenção de informar, influenciar ou entreter os ouvintes. Destacou ainda que “a oratória refere-se ao conjunto de regras e técnicas adequadas para produzir e apresentar um discurso e apurar as qualidades pessoais do orador”.
De acordo com o palestrante, a oratória teve início na Grécia Antiga e era estudada como componente da retórica, ou seja, a composição e apresentação de discursos, sendo considerada uma importante habilidade na vida pública e privada. Ele lembrou que Aristóteles, Cícero e Quintiliano estão entre os mais conhecidos autores clássicos que estudaram o tema. “A oratória tem sido essencial em todas as áreas do conhecimento humano, já que todas elas necessitam de uma boa transmissão para o seu desenvolvimento” afirmou.
Wellington Gouveia fez destaque ainda para o temor de se falar em público, enfatizando que esse medo não se combate, mas se trabalha, porque ele surge de uma questão fisiológica. No entendimento dele, a oratória deveria constar da grade curricular das escolas, pela sua importância no contexto social.
O agente penitenciário Vilson Bento Sousa Filho, um dos participantes do curso, revelou que havia feito sua inscrição por achar o tema extremamente interessante e considera que isso é uma forma de ampliar os seus conhecimentos.
Acadêmica de Ciências Sociais da Uema, Marliene Kellen Teixeira Cordeiro disse que o curso lhe chamou a atenção porque ela não consegue vencer a timidez. “Embora tenha as ideias concatenadas, não consigo transmiti-las a uma plateia e essa deficiência me trouxe para participar desse curso”, acrescentou.
Já as assistentes sociais Alessandra Silva Feitosa e Maria das Dores Cunha relataram esperar que o aprendizado com o curso venha a fazer com que estabeleçam uma melhor forma de se comunicar com o público com o qual trabalham.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad