Câmara de vereadores de Bacabal promove discussão para apreciação da Lei de Diretrizes Orçamentárias - Abel Carvalho

Matéria do Dia

Decreto proíbe a realização de eventos em Bacabal

  Assecom Bacabal, com, redação de Louremar Fernandes - O Decreto nº 742 da Prefeitura de Bacabal, proíbe a realização de qualquer tipo de ...

Portal da Poesia


Portal da Poesia Poema em primeira pessoa

Estou vivo, ainda.
Tantos já se foram, eu não.
Quantos desafios ainda terei se não morrer?

Perdi pai, irmãos Perdi mãe, Reencontrei amigos, Muitos também se foram.

Eu sigo, estou vivo. Até quando?

Quantos não estão mais aqui...
Quantos dias terei que caminhar...

Estou vivo ainda...
Não sei por quantos dias,
Por quanto tempo caminharei sem destino
Quanto tempo a vida me vagueará...

Quando nós nos conhecemos?
Porque sofremos?
Quantos dias teremos?

A vida é assim...
Quantos dias foram reais...

Às vezes se mira o impossível
A vida é apenas um conjunto de sonhos e quimeras
Nunca
Nunca será a esperada era
O longo caminho que Deus vocifera
A quilha
O limo
A nódoa infante
Não se pode ter sempre o que se quer
E se você não está aqui
Os dias são mais difíceis

Eu, coadjuvante na batalha,
Pereço como tantos que se foram,

Sem contar os dias vacilo em perene devaneio
Ano após ano
Me perco em um passado sem futuro,
Em dias,
Em noites,
Pensamentos obscuros...
Vagueio entre os medos
Que eu mesmo construí

Se escapar, então,
Sei que vou consegui distingui
O Céu do Inferno
Heróis de fantasmas
A vida do fim...

Abel Carvalho

Câmara de vereadores de Bacabal promove discussão para apreciação da Lei de Diretrizes Orçamentárias

Share This

Assecom câmara - Em reunião convocada pelo presidente da sua Mesa Diretora, vereador Manuel da Concórdia (Podemos), em atendimento ao que reza a Lei Orgânica do Município e o Regimento Interno da Casa, a câmara de vereadores de Bacabal começou a apreciar e discutir nesta segunda-feira, 27 de maio, o projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO), para o exercício financeiro de 2.020, encaminhado pelo prefeito Edvan Brandão (PSC).
Para assessorar o processo inicial de analise da LDO o presidente convocou, também o chefe do departamento contábil do Poder Legislativo, contabilista Ivanir Ritta e assessora-chefe da assessoria jurídica, advogada Jamile Lobo.
Das primeiras discussões participaram os vereadores Professor Maninho (PRB), Dedê da Tresidela, Melquíades Neto e Irmão Leal (todos do MDB), Alberto Sobrinho (PRP), Reginaldo do Posto (Patritota), Venâncio do Peixe (PDT), Erivelto Martins (PRB) e Alex Abreu (PSC), além do próprio presidente Manuel da Concórdia, que coordenou as discussões.

Nesse primeiro momento de análise, apesar dos avanços encontrados a avaliação sobre as práticas da administração neste campo colocam em evidência que existem, sobretudo do ponto de vista do interesse público e da ótica dos agentes do Poder Legislativo, uma série de inadequações nos processos, normas e procedimentos relacionados com a programação, execução e avaliação do gasto público.
Essas inadequações foram identificadas pelos assessores jurídico e contável se situando em três categorias: constitucionais, legais, e administrativas ou regimentais. Em razão das inadequações os vereadores decidiram devolver PLDO para a secretaria de administração e planejamento do município, oficiando no sentido de que as adequações sejam feitas dentro do prazo regimental para que a câmara possa cumprir o processo de votação até o próximo dia 30 de junho, data em que se encerra o primeiro período do ano legislativo de 2019.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad