'Lula será candidato em 2018', afirma Dilma a publicação francesa - Abel Carvalho

Matéria do Dia

Rogério Alves: Advogado Carlos Sérgio é recebido em 'live' para discutir 'eleições 2020'.

Rogério Alves, advogado - Recebi em live, na última quarta-feira, dia 8 de julho, em minha página no Youtube, ao advogado Carlos Sérgi...

Portal da Poesia


Portal da Poesia Quantas Poesias?

Quantas poesias faria pra ti na mesma noite?
Todas que o meu amor coubesse...
E nelas realizaria todos os teus sonhos
Os meus sonhos
Os nossos sonhos
Enfim...

Quantas poesias teria feito pra ti se já vivemos juntos?
Todas que o meu amor coubesse em um ano
Em tantos anos que já tivéssemos vividos, assim

Mas seriam poemas de regozijo e alegria
Versos de amor e fantasia
Nunca rimas de dor
Saudade e desespero como agora

Você sempre acaba abandonando alguém
Para ficar com outra pessoa
Dor estranha
Saudade sem nexo
Não querer sair
Não querer ficar

Que confusão lírica
Odisseia de amores perdidos
Ditos como verdadeiros
E silos de dissabores e devaneios

Canção
Caução
Correção inacabada
Vitiligo que nunca escurece
Amor
Amor sem fim
Sem ti
Sentir
Sem mim
Sem tom
Sem sentido
Sem dia
Sem noite
Enfim assim...

Abel Carvalho

'Lula será candidato em 2018', afirma Dilma a publicação francesa

Share This

Na revista, a presidente que está afastada pelo processo de impeachment, também reafirmou que não cometeu crime de responsabilidade, pelo qual é acusada

POR NOTÍCIAS AO MINUTO

A presidente afastada Dilma Rousseff afirmou em recente entrevista à revista francesa L'Express que o ex-presidente Lula será candidato à presidência da Republica em 2018. A entrevista foi publicada nesta quarta, 29. 

Segundo informações do Estadão, Dilma fez questão de salientar que Lula está animado com as próximas eleições presidenciais.
"É a razão principal do golpe de Estado: prevenir que o Lula se apresente à presidência. Hoje em dia, apesar de todas as tentagivas de destruir a sua imagem, Lula continua entre as pessoas mais animadas. Eu posso te dizer que ele vai se apresentar na próxima eleição", afirmou.
Na publicação, a presidente que está afastada pelo processo de impeachment, também reafirmou que não cometeu crime de responsabilidade, pelo qual é acusada, mas que apenas aprovou quatro decretos para créditos suplementares a fim de financiar, prioritariamente, hospitais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad