sábado, 25 de outubro de 2014

Bacabal Por Dentro: nas ruas

Dilma e Aécio duelam nas ruas de Bacabal.
Daqui a pouco, por vota das 10 horas, duas manifestações, uma a favor candidatura de Aécio Neves e outra a favor da candidatura de Dilma Rousseff, devem agitar as ruas de Bacabal.

Os militantes de Aécio serão comandados pelo ex-vice-prefeito Dr. Júnior do SAAE. A manifestação tem como ponto de partida o Centro Cultural Prefeito José Vieira Lins e deve contar com a presença do vice-governador eleito Carlos Bandão.

A manifestação se dará no formato de carreata e deve percorrer as principais ruas do centro comercial de Bacabal.

Por seu turno os militantes de Dilma Rousseff, comandados por Flores do PT, Silas Duarte de Oliveira, Loirinho e pelo vereador Rogério Santos (PPS) têm concentração marcada para o mesmo horário, só que na Rua Magalhães de Almeida, em frente ao Colégio de Nossa Senhora dos Anjos (Conasa).

A manifestação se dará no formato de passeata e também deve percorrer as principais ruas do centro comercial de Bacabal.

Perigo de algum atrito? Nenhum pelo contingente de pessoas que as duas deve reunir.

Por Abel Carvalho

Bacabal Por Dentro: não abre

Mesmo com a lapiseira no bolso Veloso diz que 
não põe nem o dedão no TAC.

A manhã de ontem foi movimentada na câmara municipal de Bacabal. Em um primeiro momento uma longa reunião com a promotora Klícia Meneses. Na pauta o fechamento do matadouro público do município.

A promotora explicou para os vereadores os destalhes do Termos de Ajustamento de Conduta (TAC) que deve ser assinado pelo prefeito José Alberto Oliveira Veloso para que o matadouro tenha novamente o seu funcionamento liberado.

Klícia Meneses foi dura em sua exposição e revelou também que todos os detalhes do Termos foram acertados em reunião em São Luís que contou, entre outros, com a participação do setor jurídico da prefeitura de Bacabal.

Após o fim da encontro com a promotora e de sua saída do prédio da câmara de vereadores, entrou o prefeito José Alberto Oliveira Veloso. Outra longa reuniu foi iniciada. Entre idas e vindas e muitas explicações depois o veredito: o prefeito José Alberto Oliveira Veloso não vai assinar o TAC e o matadouro público municipal de Bacabal ainda vai continuar fechado, e por muito tempo.

Por Abel Carvalho

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Bacabal Por Dentro: João, o vicentino...

Vicentino feliz João Alberto ama Bacabal.
Embora não os publique eu recebo muitos comentários via caixa de mensagem e e-mail. Não os publico porque em sua grande maioria eles tem o anonimato como origem ou são produtos de fakes, uma espécie de perfil falso criado nas redes sociais.

Porém alguns deles me chamam a atenção, entre esses os que tratam de um assunto interessante: porque eu me refiro ao ao senador da República João Alberto Sousa como vicentino. Só para manter a regra não vou publicá-los, mas vou explicar o fato.

Vicentino é o adjetivo pátrio da cidade de São Vicente de Ferrer, aqui mesmo Maranhão, e cidade natal do senador João Alberto. É isso mesmo, o nosso bom senador João Alberto Sousa não nasceu em Bacabal, como muitos imaginam e como ele mesmo gostaria.

João Alberto nunca escondeu isso de ninguém, mas também nunca fez questão de sair contando o fato por aí. O assunto só veio à baila em razão do também muito bom ex-vereador Lourival da Cunha Sousa ter contado isso em um programa que ele apresentava na TV Mearim. A revelação foi feita em entrevista com o próprio João Alberto.

Dr. João contou uma história marota para explicar o fato.

E ela é mais ou menos assim: - olha Lourival... de fato eu nasci em São Vicente de Ferrer, mas amo Bacabal, você sabe disso. O que aconteceu foi que naquele tempo meu pai soube que em São Vicente de Ferrer tinha uma parteira muito boa. Aí ele acabou levando mamãe para lá. isso já aconteceu no último mês de gravidez de mamãe.

Lourival pensou um pouquinho e disse: - mas Dr. João uma parteira muito boa em São Vicente de Ferrer? E naquele tempo as viagens ainda aconteciam em lombo de burro...

João Alberto emendou: - pois é Lourival, mas foi assim mesmo...

Estou contando esse fato apenas para explicar para aqueles que acham que eu sou inimigo ou, tenho qualquer coisa contra o senador João Alberto tirem o cavalinho da chuva. Embora não converse com o senador a cerca de 3 anos sempre mantive com ele uma boa relação, inclusive cheguei a ser seu assessor, com muito orgulho, no senado federal.

Aproveito o texto para sugerir aos vereadores Manoel Serafim Reis, Melquiades Neto, Natália Duda, Rogério Santos e Regilda Santos, que são amigos do senador, assim como para os demais vereadores que formam a câmara municipal, que outorguem para João Alberto Sousa o título de Cidadão Bacabalense. Já cansei de ver tanta gente que não merece receber.

Dr. João é vicentino, mas eu não conheço aqui nessa terra alguém que tenha trabalhado mais por Bacabal e que ame Bacabal mais do que ele.

Por Abel Carvalho

SAAE regulariza e amplia abastecimento de água na Vila da Paz

Ascom SAAE

A exemplo da maioria dos bairros de Bacabal, a Vila da Paz enfrentava sérios problemas no abastecimento de água potável. Isso acontecia devido a canalização inadequada em que se usavam canos com espessura imprópria.


O SAAE substituiu os canos de 32 milímetros por canos de 60 milímetros, facilitando a passagem da água que, agora chega com força às residenciais. Na Vila da Paz, onde o trabalho de regularização e ampliação da rede de abastecimento também está sendo concluído, não existia sequer Hidrômetros. Com os investimentos feitos pela autarquia, mais de 20 ruas passam a dispor de água canalizada em tempo integral.

Dona Maria José é comerciante e está feliz pelo fim do drama de chegar em casa e não ter água para o consumo e para tomar banho.


“Todos aqui estão muito felizes com o trabalho feito pelo SAAE. Vivíamos um sofrimento eterno e só agora o problema foi resolvido. Somos conscientes de que o governo não pode fazer tudo ao mesmo tempo, mas eu tinha certeza que os benefícios chegariam a nosso bairro e chegou”, afirmou a comerciante comemorando a regularização do abastecimento de água no bairro.

Dez comunidades quilombolas são contempladas com cestas de alimentos em Bacabal

Ascom



A distribuição de alimentos que se iniciou esta semana nas regiões quilombolas de Bacabal corresponde a quarta etapa de doações efetuadas pela Companhia Nacional de Abastecimento (CONAB).

São 18 toneladas de produtos de primeira necessidade. Neste primeiro momento 6. 952 pessoas serão beneficiadas em 10 comunidades: Centro do Adelino, Piratininga, Guaraciaba, Sincorá, Catucá, Campo Redondo, São Sebastião dos Pretos, Bom Principio 2 , Santo Antonio e Santa Maria.

A distribuição das cestas Básicas só foi possível graças a parceria com o governo municipal que legalizou todas as comunidades que, desde 2009 estavam impossibilitadas de receber tais benefícios.

As Secretarias de Desenvolvimento, Emprego e Renda e a Secretaria de Assistência Social foram as responsáveis pelo mapeamento e elaboração de cadastros junto aos contemplados do Bolso Família, público alvo do programa.

Cada uma das Cestas de Alimentos que começaram a ser entregues pesa 19 quilos e contém arroz, feijão, farinha, macarrão, óleo, café, açúcar e outros itens.

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Bacabal Por Dentro: o sonho colorido de Roberto Costa... substituir Jura Filho integralmente

Costinha e Jurinha, de quem será o legado?
O deputado estadual Roberto Costa certa vez me confessou um objetivo: fazer de maneira correta tudo aquilo que ele julgava que o então vice-governador Jura Filho tinha feito de errado ao longo da sua carreira política. Costa já atuava como uma espécie de coveiro de Jura, embora Jura não tenha precisado dessa ajuda para enterrar sua própria carreira.

Só para citar um exemplo do desprendimento político de Jura Filho, quando o senador João  Alberto conseguiu empurrar o nome dele como candidato a vice-governador na chapa encabeçada por Zé Reinaldo, Jura estava sumido e não atendia a ligação nem do próprio João Alberto, que queria contar a novidade para ele. Dr. João ligou desesperado.

Consegui falar com Jura, até hoje não entendi como, e pedi para ele ligar para o senador. Por essas e outras que a política saiu de Jura. Como bem diz o presidente Sarney  "o político nunca deixa a política. A política é que deixa o político".

Voltando a Roberto Costa, a oportunidade que ele teve foi se eleger para o seu primeiro mandato. Como Jura se reelegeu, mas efetivamente está fazendo tudo diferente. Costa, que já pregou cartazes de campanha para Jura nas ruas de Bacabal, começou herdando o que Jura refugava, cabos eleitorais, líderes comunitários e até amigos.

Herdou também o staff colorido que Jura mantinha, e Roberto Costa o mantém até hoje, o prestígio com João Alberto, a sociedade em uma emissora de TV e, continua a fazer uma coisa a qual Jura se recusa firmemente: carregar a pasta de Dr. João.

Por fim Roberto Costa herdou a adoção política.

Agora, embora vá perder o seu grande feudo político e financeiro, o Detran - Ma, Costa se prepara para fazer uma último agrado para o senador João Alberto Sousa: se candidatar e se eleger prefeito de Bacabal, coisa que Jura Filho também não conseguiu perdendo fragorosamente para Zé Veira quando tentou.

O baralho colorido de Costa está lançado...

Quanto a Jura Filho, não se preocupe, ele está escalado como futuro financiador da campanha de Roberto Costa.

Por Abel Carvalho

Do Blog do Sérgio Matias: "onda azul" vai invadir Bacabal neste sábado

Por Sérgio Matias

Quanto mais se aproxima o dia da eleição presidencial, mais cresce nos brasileiros o desejo de mudança. Como vem acontecendo na maioria das cidades do país a “onda azul” também toma conta de Bacabal.

Neste sábado (25) haverá uma grande carreata que percorrerá as principais ruas e avenidas da cidade. A expectativa é que o evento reúna o maior número possível de simpatizantes da candidatura Aécio Neves.

Além da direção do Diretório Municipal do PSDB, que tem como presidente Dr. Almir Júnior, ex-vice-prefeito de Bacabal, a carreata do 45 (Muda Brasil) contará com as presenças de diversas lideranças politicas locais e do Estado, como o vice-governador eleito Carlos Brandão.

A concentração acontece no Centro Cultural e a carreata tem inicio às 10 horas.




quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Rogério Alves: "Recurso de Deoclides no STF não dará em nada"

Rogério Alves Silva
Para o advogado Bacabalense Rogério Alves Silva o Recurso que o candidato a deputado federal Deoclides Macedo pretende impetrar no Supremo Tribunal Federal (STF) não dará em nada e por consequência na alterá mais o resultados das eleições no Estado do Maranhão.

Formado em direito pela Universidade Federal de Pernambuco e especializado em administração pública pela Universidade Estácio de Sá do Rio de Janeiro, Alves já foi presidente da OAB/Ma - subsecção de Bacabal, e conselheiro estadual da OAB Maranhão.

Para Rogério Alves "depois de encerradas as chances de Deoclides Macedo no TSE, o ex-prefeito se apega agora a apenas discutir a constitucionalidade da Lei da Ficha Limpa no STF".

Porém ele explica que "o argumento do ex-prefeito já foi discutido e julgado pelo STF na análise conjunta das Ações Declaratórias de Constitucionalidade (ADCs 29 e 30) e da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI 4578) que tratam da Lei Complementar 135/2010, a Lei da Ficha Limpa".

Alves acrescenta que "por maioria dos votos, no julgamento ocorrido em 16 de fevereiro de 2012, prevaleceu o entendimento em favor da constitucionalidade da lei, que passou a ser aplicada para as eleições a partir de 2012. Por essa razão o ex-prefeito conseguiu registro para as eleições anteriores a 2012 e teve seu registro negado nas eleições de 2014, já sob a égide do novo entendimento do STF".

O advogado bacabalense vai além afirmando que "a esperança de Macedo foi a divergência aberta pelo ministro Dias Toffoli que, baseando seu voto no princípio da presunção de inocência, salientou que só pode ser considerado inelegível o cidadão que tiver condenação transitada em julgado (quando não cabe mais recurso). A Lei da Ficha Limpa permite que a inelegibilidade seja declarada após decisão de um órgão colegiado. Que é o caso das contas julgadas pelo TCE-MA. Porem a divergência foi vencida e não houve nenhum sinal de mudança de pensamento nos julgamentos seguintes".

O tema é polêmico.

Por Abel Carvalho

Bacabal Por Dentro: não foi Giba

G. Lacerda.
O odontólogo e multi empresário Gilberto Lacerda, que segundo o radialista, SD PM afastado, blogueiro e estudante de direito Louremar Fernandes ocupa o importante papel de guru político do prefeito José Alberto Veloso, vem desempenhando com sucesso a função de coordenador de campanhas de diversas candidaturas ao longo de todos esses anos.

Esse ano Gilberto esteve a frente da coordenação das campanhas de Alberto Filho e Rigo Teles. Fato que, mais uma vez, o colocou em campo oposto ao senador vicentino João Alberto Sousa, apoiador do filho adotivo político Roberto Costa e do filho biológico João Marcelo Sousa.

Embora convivam bem politicamente e se elogiem mutuamente, Giba e João vivem as turras defendendo suas posições e ideais. Esse ano João queria o palanquão e Giba o palanquinho. Depois de forte embate nos bastidores João venceu e foi preparado um mega comício final para a campanha com a presença de todo o staff político do grupo Sarney.

O resultado você conhece: foi aquela muvuca do tira os cartazes e a propaganda de João Marcelo e João Marcelo e João não sobem no palanquão

O final: João subiu, discursou e foi vaiado.

Dias depois um João constrangido foi a TV Difusora alegar o trabalho que acha fez por Bacabal ao longo desses últimos 50 anos. Como sempre chorou e pediu respeito. Também encontrou um Cristo para explicar a muvuca: Gilberto Lacerda.

Errou. Não foi Giba. A ordem para a retirada dos cartazes e da propaganda de João Marcelo partiu do deputado federal Alberto Filho, foi dada pelo celular e foi executada pelo assessor José Alberto Veloso Oliveira Sobrinho.

As vaias quando João discursava foram, um tanto, naturais, em razão do clima criado pela grande muvuca.

Por Abel carvalho

terça-feira, 21 de outubro de 2014

Bacabal Por Dentro: ex-vice-prefeito Dr. Júnior do SAAE divide coordenação da campanha de Aécio Neves com o empresário Antônio Cutrim

Dr. Júnior do SAAE agora tem companhia.
O ex-vice-prefeito de Bacabal, ex-secretário municipal de educação e ex-secretário municipal de administração, além de ex-diretor do Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Bacabal, Dr. Júnior do SAAE, navegou por todo o 1º turno como o único responsável pela coordenação da campanha presidencial do tucano Aécio Neves em nosso município.

Agora no 2º turno ganhou uma companhia. Por iniciativa própria o empresário Antônio Cutrim fez contato com a coordenação da campanha de Aécio em São Paulo, que por seu turno acionou a coordenação regional do Maranhão, que acionou Dr. Júnior do SAAE e o empresário Antônio Cutrim passou a lhe fazer companhia na coordenação de Bacabal.

Antônio Cutrim é empresário do ramo de lojas de confecções e filho do conhecido comerciante Apolônio Cutrim, o popularíssimo Gramixó, proprietário da Casa Pimenteira, onde funcionava um dos mais famosos e mais bem frequentados senadinhos de Bacabal.

Antônio Cutrim, antes de ingressar para o ramo empresarial, despontava como uma das grandes revelações da cultura de Bacabal, no segmento musical. Como muitos bons nordestinos foi tentar a vida em São Paulo, onde adotou o nome artístico de Sérgio Riquete.

Seus maiores sucessos na curta aventura pelo mundo musical como cantor e compositor foram as canções No Pilão da Vovó e Filé Sem Osso, com as quais Sérgio, em um estilo meio Elvis Presley nordestino encarava os palcos da vida Brasil a fora, inclusive os palcos de Bacabal.

Por Abel Carvalho

Deoclides vai ao STF por votos e ainda pode tirar mandato de Alberto Filho

Por Gilberto Leda

O ex-prefeito de Porto Franco, Deoclides Macedo (PDT), ainda não desistiu de ter validados os seus mais de 55 mil votos para deputado federal.

Deoclides Macedo

Depois de ter o indeferimento da sua candidatura – e consequente anulação dos votos – confirmado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) – reveja -, o pedetista prepara-se para protoclar recurso no Supremo Tribunal Federal (STF).


Ocorre que o ex-prefeito foi barrado pela Lei da Ficha Limpa. Quando administrou a Prefeitura de Porto Franco, Macedo teve as contas de gestão referentes ao exercício financeiro de 2005 reprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) do Maranhão, por contratar mais de R$ 1 milhão sem licitação.


Para a Corte, nesse caso, como o gestor figurou como ordenador de despesas, o julgamento pelo TCE independia de confirmação pela Câmara Municipal para gerar inelegibilidade de acordo com a Lei da Ficha Limpa.


No STF, ele pretende discutir a constitucionalidade da decisão, já que não teve contas reprovadas pela Câmara Municipal.


Entre os pedetistas maranhenses, o clima é de total convicção de que os votos de Deoclides Macedo serão validados. Se isso ocorrer, o deputado federal reeleito Alberto Filho (PMDB) perde a vaga, e assume o mandato o ex-deputado estadual Julião Amin (PDT).

Bacabal Por Dentro: prefeitura retoma o controle da coleta do lixo

A prefeitura municipal de Bacabal retomou o controle da coleta do lixo doméstico na cidade, que por cerca de pouco mais 60 dias esteve sob o comando da empresa goiana Simonette.

Empresa e prefeitura discordavam das bases assinadas em contrato e ambos retaliaram: a prefeitura suspendeu o pagamento e a empresa a coleta.

Os advogados Rogério Alves, representando a prefeitura, e Bento Vieira, representando a Simonette, construíram um acordo que culminou com da dispensa dos serviços da empresa, após a quitação da dívida.

O município volta, então, pondo fim ao processo de terceirização, a ser o responsável pela coleta e destinação do lixo e, o agentes públicos de limpeza, já estão nas ruas realizando o trabalho.

Torcem agora os gestores de Bacabal para que a presidenta Dilma não vete a parte da Medida Provisória 651, aprovada recentemente pela Câmara dos Deputados, que ampliou em mais 4 anos o prazo para que as prefeituras acabem com os lixões.

Construir um aterro sanitário era uma das metas que constavam no contrato acordado entre a prefeitura de Bacabal e a Simonette.



Agora sim Bacabal vai ficar sem lixo nas ruas.

Por Abel Carvalho

Bacabal Por Dentro: Rigo agradeceu

O deputado estadual Rigo Teles esteve em Bacabal agradecendo aos seus agora eleitores, e a todos os bacabalenses, além daqueles que se engajaram em sua campanha, a exemplo do coordenador Gilberto Lacerda e seu filho, suplente de vereador Leonardo Lacerda e aos vereadores Professor Maninho, Edvan Brandão, Manoel da Concórdia e Reginaldo do Posto a expressiva votação que obteve no município.

Rigo reuniu-se com o staff de campanha no escritório de Gilberto e percorreu emissoras de rádio e TV da cidade para conversar com o povo.

O deputado estadual se revelou satisfeito com a votação obtida no município e garantiu que continuará amigo de Bacabal e dos bacabalenses.

Rigo e Zé Alberto, acordo cumprido.
Por Abel Carvalho

Bacabal Por Dentro: nas ruas por Dilma

O vereador Rogério Santos (PPS) e uma comissão de petistas bacabalenses históricos estão percorrendo as ruas da cidade em campanha em favor da reeleição na presidenta Dilma nesse segundo turno.

Já estiveram, entre outros locais, na Central de Abastecimento (Mercado da Rodoviária) e nas Vilas São João e Coelho Dias. Também estão engajados no movimento Flores do PT, Silas Duarte de Oliveira e Loirinho, A iniciativa está repercutindo...



Militando por Dilma.
Por Abel Carvalho

A Justiça e os Dramas Humanos

Olá grande Abel Carvalho!

Venho aqui expor uma sentença proferida pelo Jurista João Batista Herkenhoff em um processo penal a qual me chamou muito a atenção.

Segue o texto na íntegra:

Claudson Alves de Oliveira

Obs.:

A mensagem acima, com a sentença abaixo, me foi enviada pelo empresário e pecuarista Claudson Alves Oliveira, ou simplesmente meu amigo Dodó Alves, hoje concludente do curso de direito e futuro advogado. A partir do próximo domingo ele passará a assinar, aqui no blog, uma coluna semanal sobre direitos humanos. Como ele mesmo me explica, abordará o tema em ordem cronológica levantando dos seus primórdios até chegar aos dias de hoje.

Boa Sorte para nós e leia a sentença com atenção

Abel Carvalho

Sentença Judicial

"Indaga-me, jovem amigo, se as sentenças podem ter alma e paixão. O esquema legal da sentença não proíbe que tenha alma, que nela pulsem vida e emoção, conforme o caso. Na minha própria vida de juiz senti muitas vezes que era preciso dar sangue e alma às sentenças.
Como devolver, por exemplo, a liberdade a uma mulher grávida, presa porque trazia consigo algumas gramas de maconha, sem penetrar na sua sensibilidade, na sua condição de pessoa humana? Foi o que tentei fazer ao libertar Edna, uma pobre mulher que estava presa há oito meses, prestes a dar à luz, com o despacho que a seguir transcrevo:
A acusada é multiplicadamente marginalizada:
Por ser mulher, numa sociedade machista...
Por ser pobre, cujo latifúndio são os sete palmos de terra dos versos imortais do poeta.
Por ser prostituta, desconsiderada pelos homens, mas amada por um Nazareno que certa vez passou por este mundo.
Por não ter saúde.
Por estar grávida, santificada pelo feto que tem dentro de si.
Mulher diante da qual este juiz deveria se ajoelhar numa homenagem à maternidade, porém que, na nossa estrutura social, em vez de estar recebendo cuidados pré-natais, espera pelo filho na cadeia.
É uma dupla liberdade a que concedo neste despacho: liberdade para Edna e liberdade para o filho de Edna que, se do ventre da mãe puder ouvir o som da palavra humana, sinta o calor e o amor da palavra que lhe dirijo, para que venha a este mundo com forças para lutar, sofrer e sobreviver.
Quando tanta gente foge da maternidade...
Quando pílulas anticoncepcionais, pagas por instituições estrangeiras são distribuídas de graça e sem qualquer critério ao povo brasileiro...
Quando milhares de brasileiras, mesmo jovens e sem discernimento, são esterilizadas...
Quando se deve afirmar ao mundo que os seres têm direito à vida, que é preciso distribuir melhor os bens da terra e não reduzir os comensais...
Quando, por motivo de conforto ou até mesmo por motivos fúteis, mulheres se privam de gerar, Edna engrandece hoje este Fórum, com o feto que traz dentro de si.
Este juiz renegaria todo o seu credo, rasgaria todos os seus princípios, trairia a memória de sua mãe, se permitisse sair Edna deste Fórum sob prisão.
Saia livre, saia abençoada por Deus...
Saia com seu filho, traga seu filho à luz...
Porque cada choro de uma criança que nasce é a esperança de um mundo novo, mais fraterno, mais puro, e algum dia cristão...
Expeça-se incontinenti o Alvará de Soltura.

Juiz - João Batista Herkenhoff"

A História de Bacabal