sexta-feira, 18 de abril de 2014

Campanha presidencial nacionaliza a corrida eleitoral no Maranhão


Repercussão positiva da imagem do candidato Lobão Filho com o ex-presidente Lula se contrapõe ao desgaste causado a Flávio Dino após adesão a Aécio.
Gilberto Léda
Da editoria de Política O Estado Ma


Foto: Heinrich Aikawa
Ministro Lobão, Lobão Filho e Lula


A declaração de apoio do PSDB ao pré-candidato do PCdoB ao Governo do Estado, Flávio Dino, ocorrida na terça-feira, dia 15, em Brasília, acendeu um sinal de alerta entre oposicionistas e deu aos aliados petistas do senador Edison Lobão Filho (PMDB) a certeza de que, com o movimento, os comunistas acabaram nacionalizando a disputa eleitoral maranhense e aproximando ainda mais o PT do PMDB.
Entre os observadores da cena política mais ligados a Dino, existe a convicção de que o comunista - que foi auxiliar da presidente Dilma Rousseff (PT) até janeiro e de quem se dizia aliado e admirador - perde eleitores ao garantir no Maranhão palanque ao maior adversário dela, o senado Aécio Neves (PSDB).
De outro lado, membros do PT entendem que, mais do que perder o apoio do partido da presidente, o PCdoB conseguiu, a partir dessa aliança, "chamar" o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a própria Dilma Rousseff para a eleição no estado.
A professora universitária Berenice Gomes, dirigente nacional do PT, defende essa tese. Em entrevista a O Estado, ela afirmou que essa "nacionalização" favorece o candidato peemedebista. "Penso que a nacionalização da campanha favorece a [presidente] Dilma [Rousseff] e o candidato do PMDB", avaliou.
Segundo ela, ao aliar-se de forma explícita ao candidato a presidente do PSDB, Flávio Dino atraiu os principais líderes petistas para o embate. "Ele [Flávio Dino] chamou Lula e Dilma para a disputa ao se colocar no outro palanque, que é de adversários deles", completou.
Também ontem, em entrevista ao portal Brasil 247, Berenice Gomes acrescentou que "a máscara de bom moço de Flávio Dino caiu" no dia em que ele firmou a aliança com os tucanos.
"Não é a primeira vez que o PCdoB no Maranhão confunde a sua análise política. Em vez de adotar a dialética como método, faz uso da forma pragmática ao considerar o projeto local acima do interesse nacional. A questão agora deixa de ser local e tornou-se nacional, à medida que o candidato do PCdoB trouxe para a cena o apoio do Aécio Neves, adversário do PT e do projeto nacional dos setores progressistas. [...] A máscara de bom moço do Flávio Dino caiu no dia 15 de abril com o encontro dele com Aécio Neves e a direção nacional do PSDB", analisou.
Lula - Ainda constrangidos pelo apoio ao PSDB de Aécio Neves, comunistas maranhenses têm tentado justificar a aliança sob a alegação de que o ex-presidente Lula os teria rejeitado, em prol do apoio a Lobão Filho. Para a dirigente petista, no entanto, esse argumento não é válido.
"Tudo indica que criaram essa desculpa de que Flávio Dino teria adotado este caminho após ter sido descartado pelo Lula, com a divulgação das fotos do ex-presidente com o ministro Edison Lobão e o senador Lobão Filho, candidato do PMDB ao governo. Na realidade, temos informação de que esta aproximação já estava posta, pois o Flávio Dino nunca explicitou o desejo de querer aliança com o PT", afirmou a professora universitária.
Ao Portal Vermelho, site de notícias do PCdoB, o presidente do partido no Maranhão, Márcio Jerry disse achar normal a aliança com os tucanos.

Mais
O Portal Vermelho, site de notícias do PCdoB, não deu qualquer destaque à reunião ocorrida em Brasília, entre Flávio Dino, Aécio Neves e deputados tucanos. Até o fechamento desta edição, a manchete da página ainda era o evento de dissidentes petistas realizado no sábado, dia 12. Havia pelo menos dois textos sobre a aliança com o PSDB, ambos mais recentes, mas relegados a áreas de menor relevância.

Aliança de Dino com PSDB abre disputa pelo Senado na oposição


Tucanos podem lançar João Castelo como candidato, dividindo os votos de Roberto Rocha.
Ronaldo Rocha
Da editoria de Política O Estado Ma


Foto: Divulgação
João Castelo e Roberto Rocha


A aliança política do pré-candidato ao Governo do Estado pela oposição, Flávio Dino (PCdoB), com o PSDB do presidenciável Aécio Neves, pode abrir nova crise política no grupo do comunista por causa da vaga ao Senado. Isso porque os tucanos estão dispostos a lançar a pré-candidatura do ex-governador João Castelo (PSDB) ao Legislativo, sem necessariamente intervir no processo já iniciado de pré-candidatura do vice-prefeito de São Luís, Roberto Rocha (PSB).
O problema, no entanto, é que a movimentação do PSDB fatalmente resultará na divisão de votos da oposição para o posto, o que não é bom para o projeto do socialista.
Roberto Rocha figurava até o momento como o candidato único da oposição ao Senado, e até então teria pela frente como concorrente apenas o candidato do grupo governista, ainda não definido. Mas, com a adesão de Flávio ao PSDB, o cenário muda, justamente pela possibilidade aberta pela legislação eleitoral de registro de mais de uma candidatura ao Senado por uma mesma coligação [ao governo].

Mais
Nos bastidores, é corrente a informação de que é o ex-governador José Reinaldo Tavares (PSB) um dos estimuladores da candidatura de Castelo ao Senado. Tavares foi secretário de Governo do tucano e chegou a disputar internamente o espaço para a disputa no Senado com Roberto Rocha. Como não venceu a queda de braço contra Rocha, agora articula a candidatura de Castelo.

Se o PDT não indicar vice, Gonçalo exigirá candidatura ao governo


Ex-prefeito de Santa Rita Hilton Gonçalo diz que há acordo dos pedetistas para lançar sua candidatura caso os comunistas não honrem compromisso.
Gilberto Léda
Da editoria de Política O Estado Ma


Foto: Arquivo
Gonçalo lançou sua pré-candidatura ao Governo

A aproximação entre o PSDB e o PCdoB no Maranhão - reforçada na tarde de terça-feira, dia 15, após um encontro entre Flávio Dino (PCdoB), lideranças tucanas estaduais e o senador Aécio Neves, pré-candidato a presidente do PSDB, em Brasília - reacendeu no PDT o debate sobre a possibilidade de lançamento de candidatura própria para o Governo do Estado na eleição de outubro deste ano.
Desde a eleição do prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PTC), os pedetistas têm repetido que só ficam na coalizão oposicionista se lhes for garantido o direito de indicar o candidato a vice-governador na chapa dinista. O empresário Márcio Honaiser já fora, inclusive, escolhido há uma semana, em plenária interna como o representante da sigla para a majoritária.
Com a chegada do PSDB, no entanto, alguns membros do PDT entendem que essa indicação está ameaçada e que caberá, na verdade, aos tucanos apontar o companheiro de chapa de Flávio Dino. Esse teria sido o preço cobrado pelo partido para integrar tardiamente a chapa dinista ao Governo do Estado.
Um dos que pensam assim é o ex-prefeito de Santa Rita, Hilton Gonçalo. Na manhã de quarta-feira, 16, após a oficialização do início das conversas entre PCdoB e PSDB, Gonçalo afirmou que reivindicará do PDT o direito de ser o candidato, em caso de descumprimento do acordo de 2012.
"Como já previa, o PSDB declarou apoio ao PCdoB e deve indicar Carlos Brandão como vice-governador de Flávio Dino. E o PDT como ficará? Agora, irei cobrar o cumprimento do acordo do PDT comigo. Se não tivermos a vaga de vice-governador, teria o direito de sair candidato. Se depender exclusivamente de mim, sou candidato a governador. Reitero meu posicionamento", declarou.
Panos quentes - Em entrevista a O Estado, o presidente estadual do PDT, Julião Amin, e o secretário-geral da legenda, deputado federal Weverton Rocha, trataram de pôr panos quentes no assunto.
Julião Amin, que na manhã de quarta-feira chegou a dar entrevistas a outros veículos dizendo que era o ex-governador José Reinaldo (PSB) quem queria tirar o PDT da chapa majoritária, declarou no final do da tarde do mesmo dia que é "natural" outros partidos reivindicarem a vaga de vice que fora prometida pelos comunistas há quase dois anos ao PDT.
Ele lembrou que José Reinaldo já tomara caminho diverso do posicionamento do PDT em outras ocasiões e acrescentou que o ex-governador deve ter motivos para preferir, por exemplo, a indicação do deputado federal Carlos Brandão (PSDB) como companheiro de chapa do pré-candidato comunista.
"Outros partidos reivindicarem a vice é legítimo também. Nós não reivindicamos? É natural que os outros reivindiquem também. Agora o que a gente espera é que o colegiado de partidos diga qual é o papel nosso nessas eleições. Nós temos uma história. O Zé Reinaldo tem as preferências dele, como eu tenho as minhas", disse.
Para Weverton Rocha, ainda não há definição sobre indicação para a chapa e a chegada do PSDB é entendeida como a aproximação de um partido que chega para discutir.
"O importante é que o PSDB veio e aceitou sentar à mesa de debate para escolhermos o melhor nome", disse.

Apenas três, e ponto final


Coluna Estado Maior
O Estado Ma

Muitas especulações têm sido feitas em relação à escolha do candidato a senador na chapa que será encabeçada pelo senador Lobão Filho (PMDB). Os fatos, porém, desmentem a maioria e confirmam a informação mantida pela coluna e segundo a qual a vaga de candidato a senador na chapa da aliança partidária liderada pela governadora Roseana Sarney (PMDB) está sendo aspirada pelo deputado federal Gastão Vieira (PMDB), pelo deputado estadual Arnaldo Melo (PMDB, que preside a Assembleia Legislativa, e pelo PTB, que não revelou o nome do pré-candidato. Depois de um rápido período de dúvida, Gastão Vieira reafirmou sua disposição de disputar a cadeira hoje ocupada pelo senador Epitácio Cafeteira (PTB). A reafirmação foi feita numa conversa que ele travou com Arnaldo Melo, na semana passada, em Brasília, que o procurou exatamente para pedir apoio à sua candidatura. Depois da conversa com Arnaldo Melo, Gastão Vieira voltou a alimentar a condição de pré-candidato. Arnaldo Melo está em campanha aberta pela vaga de candidato a senador na chapa de Lobão Filho. Melo se movimenta com o aval de um grupo de cerca de duas dezenas de deputados estaduais, que vê na sua pré-candidatura uma forma de participação de representação da bancada governista no parlamento estadual. Melo tem se desdobrado para consolidar seu projeto senatorial e, caso não haja um acordo, ele levará sua pré-candidatura à convenção do PMDB. O PTB ainda não definiu o nome que pretende propor para ser o candidato a senador na chapa de Lobão Filho. As manifestações partidárias cobrando a vaga têm sido feitas pelo deputado Manoel Ribeiro, com o aval do deputado federal Pedro Fernandes, que poderá ser o nome indicado. No mais, apenas especulações sem lastro.

Boa repercussão
A equipe do senador Lobão Filho tem feito sondagens diárias, por telefone, a eleitores do interior do estado inteiro, desde o seu encontro com o ex-presidente Lula (PT). E tem se surpreendido com a receptividade ao seu nome - e sobretudo à garantia de que terá Lula, Dilma e o PT em seu palanque. Para os eleitores, a aliança de Lula e do PT com Lobão Filho significa a manutenção de programas sociais que tiraram milhões da linha da pobreza.

Bolsa Família
Certamente o comunista Flávio Dino não vai querer que a história venha a público, constrangendo seu mais novo aliado, o senador Aécio Neves (PSDB). Mas ele não tem como esconder que Aécio Neves é contra um dos principais programas sociais do PT, o Bolsa Família. O presidenciável tucano já apresentou, inclusive, proposta para incluir o programa na "Lei Orgânica de Assistência Social", o que não garante a sua liberação continuada.

Que resposta?
Ao acompanhar Aécio Neves em campanha, Flávio Dino terá que enfrentar questionamentos quase diários sobre programas como Bolsa Família, Minha Casa Minha Vida e Luz Para Todos. Programas sociais criados nos governos dos PT - que até outro dia o comunista apoiava -, estas iniciativas são intensamente bombardeadas pelo PSDB e seus aliados no Congresso e na mídia. Mas, para ter direito ao tempo do partido na propaganda eleitoral, o comunista terá de se acostumar a responder.

Chega-pra-lá
Além da crise pela vaga de vice, o comunista Flávio Dino terá de administrar agora também uma crise pela disputa de senador em sua aliança. Veio à tona, ontem, que Dino negociou com Aécio Neves o direito de o ex-prefeito de São Luís, João Castelo (PSDB), disputar a eleição de senador. O acordo, sigiloso, vazou pela boca dos próprios tucanos - e irritou fortemente o vice-prefeito de São Luís, Roberto Rocha (PSB), que seria candidato único na oposição.

Crise
Para fechar a aliança com o PCdoB, o presidente do PSDB, Aécio Neves, exigiu a abertura de espaço para a candidatura de João Castelo ao Senado Federal. A imposição atinge diretamente os interesses de Roberto Rocha (PSB), até então candidato único ao Senado. Nos bastidores já está clara a insatisfação de Rocha, que teme ser traído pelo comunista - é a crise instalada.

Constrangido?
O Portal Vermelho, site mantido por uma associação em convênio com o PCdoB, tenta esconder de seus leitores e comunistas de todo o país a aliança política de Flávio Dino com Aécio Neves (PCdoB). O site tem atualização diária, com notícias de todos os estados e uma página dedicada somente ao Maranhão. Lá, não há qualquer referência ao acordo que visa à eleição de outubro.

Recepção
Aliados estão se reunindo para organizar uma recepção ao senador Lobão Filho, provavelmente terça-feira. Parlamentares, prefeitos, vereadores, empresários e amigos vão até o aeroporto do Tirirical para recepcionar o pré-candidato a governador. E tudo indica que depois do desembarque o grupo seguirá para a Assembleia Legislativa, onde um grupo maior estará aguardando-o.

E MAIS
O ex-prefeito João Castelo (PSDB) ainda não veio a público dizer claramente se pretende entrar na corrida eleitoral deste ano como candidato a senador.
Não será surpresa se o PDT vier a sofrer uma reviravolta e ter de discutir o lançamento de candidato próprio a governador, como quer Hilton Gonçalo.

quinta-feira, 17 de abril de 2014

Minha homenagem para Bacabal

video

A História de Bacabal contada pelo poeta e escritor Brasilino Miranda








Deputado Carlinhos Florêncio e vereador Florêncio felicitam Bacabal


Neste 17 de abril desejamos que cada munícipe seja um ponto de apoio nesta construção diária, com valores sólidos, que ajude preparar as crianças e jovens, neste processo contínuo de transformação.
Semear ações e colher conquistas, buscando no presente o futuro!
Desejamos que as conquistas da comunidade sejam sempre crescentes, demonstrando que somos nós que fazemos o amanhã e que nossa perseverança é a luz que ilumina o caminho rumo a uma cidade mais justa.
Parabéns gente guerreira que tem vontade de vencer!

Sãos os votos do deputado estadual Carlinhos Florêncio, do vereador Florêncio Neto e de toda a sua família pela passagem dos 94 anos de Bacabal...

Vereador Rogério Santos deseja feliz aniversário para Bacabal


Acreditando em Bacabal venho trabalhando com afinco, superando dificuldades, transpondo obstáculos, para promover qualidade de vida melhor para todos.
Na lida estamos amadurecendo nossas habilidades, lapidando nosso crescimento profissional.
Buscando acertar, servir melhor.
Em especial, sigo disposto a servir, ao lado daqueles que acalentam sonhos e desejam construir, com muita garra, um futuro melhor para nós e para as gerações de nossos filhos.

Parabéns Bacabal pelos teus 94 anos
Rogério Santos
Vereador

Patrícia e José Vieira Desejam melhores dias para Bacabal

Quem ama, cuida! Façamos uma prece neste aniversário de Bacabal, vamos pedir a Deus por todos nós, saúde e sabedoria, para que toda energia positiva de um povo seja absorvida pela nossa cidade.
Bacabal merece que lutemos por ela, pela saúde, educação, segurança, transportes, pela infra-estrutura, pela ação social, pelo emprego e renda.
Mais cidadania, habitação, proteção ao meio ambiente, apoio as iniciativas comunitárias, às crianças, aos jovens, adultos e à melhor idade.
Mais entusiasmo, esperança e satisfação pessoal tanto para os homens do campo, como da cidade. Tudo isso, ainda é pouco para quem merece muito mais.


Feliz 94 anos Bacabal
São os Votos de Patrícia e José Vieira

Gotas de sangue























Simplício Araújo Parabeniza Bacabal



Uma cidade é sempre mais importante do que quem a governa. Uma cidade é sempre maior do que projetos pessoais e políticos de qualquer um.

Parabéns a todos que diariamente cumprem sua missão, contribuindo assim com o desenvolvimento do município, buscando sempre novos projetos e aceitando o desafio de fazer mais e melhor, não desistindo e não perdendo de vista a esperança.
Não existem fronteiras ou limites para alcançarmos nossos objetivos.

Parabéns Bacabal
Deputado Federal Simplício Araújo

`` Uma outra visão para os 94 anos``


Realmente não sei se temos motivos para comemorar e para estarmos engrandecidos com esta data que estar por vir, pois como é sabido de todos, a nossa princesa anda com a saúde um pouco debilitada e de uns tempos pra cá não tem o mesmo vigor de outrora. Sua força, antes inabalável e invejada por outros hoje quase não mais causa arrepios e admirações de quem antes via na princesa uma`Dama de Ferro` do médio mearim.

Com lagrimas nos olhos podemos observar diante de nossa padroeira, há Agora senhora de quase cem anos caminhando compassadamente em direção as margens de um Mearim que há muito vem sofrendo com o descaso e a falta de humanidade de um povo que hoje não mais valoriza

O seu reinado e suas beneficies que da li trouxeram e impulsionaram a grande princesa que hoje não mais tem forças para superar o descaso e

Principalmente conseguir respeito daqueles que hoje se dizem; ``Rei de um povo sofrido``.

De seu jardim desmataram a bacabeira, de seus pastos o bumba meu boi,

Curupira e outros mais, deixando apenas uma nova raça que para seu rebanho não tem importância; Nelores ;que destroem aquela que antes era mata virgem como assim canta o poeta.

De braços abertos temos a proteção de Santa Terezinha que protege e abençoa a velha e sofrida ``Princesa do Mearim`` que prestes a completar

Mais uma primavera, quase não tem mais forças para abraçar seu povo,

Mais de mãos dadas com sua padroeira ela sabe que seu povo não foge a luta e que jamais irão deixar ofuscar o brilho de um rio e a beleza de uma terra de glorias e filhos ilustres.

Albertos, Raimundos e Joses são apenas páginas que nos sufocam mais que servem para refletirmos que não podemos celebrar a juventude sem escola, rio sem curvas ; enfim... Esta página merece ser esquecida.

Portanto o que nos resta é a certeza de que o sol há de brilhar mais uma vez e com ele a certeza de dias melhores, pois não só de luta vive um povo, mais também de esperanças!

Guilherme Henrique Lago

quarta-feira, 16 de abril de 2014

Senador da República João Alberto Sousa e deputado estadual José Roberto Costa Santos voltam a usar concessão pública federal para promoção pessoal

Roberto Costa promovendo eventos pessoais no estúdio da TV Difusora acompanhado pela vereadora Natália Duda, sua cabo eleitoral.
A um certo tempo o ex-presidente da República e hoje senador pelo estado do Amapá, José Ribamar Ferreira de Araújo Costa – o Zé do Sarney, ou Zé Sarney -,  foi flagrado em um escuta telefônica onde cobrava do filho Fernando José Macieira Sarney que o mesmo usasse A TV Mirante politicamente. O objetivo de Sarney pai era rebater a série de acusações que eram assacadas contra a família. Na escuta Fernando explica com paciência e tecnicamente que isso não era possível. Sarney aceitou. 

O senador João Alberto sendo apresentado aos jovens participantes da gincana pelo deputado Roberto Costa tendo em sua companhia a vereadora Natália Duda e o vereador Serafim Reis
Aqui em Bacabal o senador da República João Alberto Sousa e o deputado estadual José Roberto Costa Santos usam à revel a TV Difusora, emissora que tem como concessionários os integrantes da família do senador Edson Lobão, para promoção pessoal e política. A pouco tempo eu denunciei e fato e volto a fazê-lo agora.
Sob o álibi de que estaria promovendo uma gincana cultural, que teve como mote o fato de Bacabal está completando 94 anos, o deputado José Roberto Costa Santos simulou uma parceria com a concessão pública federal da família Lobão para promover de maneira subliminar com o objetivo de sufragar votos nas próximas eleições o seu nome, o nome do senador João Alberto Sousa e o nome do filho do senador pré-candidato a deputado federal João Marcelo Sousa.

Aqui eu conheço o vereador Serafim Reis, o diretor do Detran André Campos, o deputado Roberto Costa, o pré-candidato a deputado federal João Marcelo Sousa, a vereadora Natália Duda e o senador João Alberto. Todos "prestigiavam" a gincana.
Roberto Costa contou ainda com a sub parceria, na pseudo promoção cultural, dos vereadores Natália Duda Melquíades Neto e Manoel Serafim Reis todos, todos cabos eleitorais declarados e trabalhando a favor do deputado estadual.
O evento foi amplamente divulgado e se reverteu em absoluto sucesso mobilizando milhares de jovens que passaram cerca de 24 horas se dedicando ao cumprimento das tarefas elaboradas pelas equipes comandadas por Roberto Costa.
A TV Difusora se transformou em verdadeiro comitê eleitoral de campanha abrigando toda a logística preparada para a realização do evento e Costa, além das chamadas institucionais, ainda fez uso do estúdio para promover o evento ao vivo.
O senador João Alberto e seu filho João Marcelo só apareceram para abrir a gincana. Porém todas as vezes que vem a Bacabal Alberto promove encontros e despacha politicamente usando a estrutura da TV.
O pior é que ninguém ver.

Simplício Araújo protocola pedido de intervenção federal no Maranhão




O deputado federal Simplício Araújo (Solidariedade/MA) protocolou, nesta quarta-feira (16), novo pedido de intervenção federal na segurança pública do Maranhão. No ano passado o parlamentar já havia solicitado que o Ministério da Justiça procedesse com a intervenção. Para o parlamentar, a má gestão do governo estadual aliada a complacência do governo federal, agravou a situação em Pedrinhas.
“Volto a solicitar providências, por parte do governo federal, para solucionar uma crise que se estende desde o ano passado no sistema de segurança pública do Maranhão. O sistema prisional brasileiro está todo à beira de um colapso, mas a situação no Maranhão é ainda mais grave por causa da má gestão do governo de Roseana Sarney”, afirmou o parlamentar.
Ao todo, já são 10 o número de presos mortos no sistema prisional do Maranhão, em 2014. Segundo dados do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), 60 detentos foram assassinados em Pedrinhas em 2013.
Simplício afirmou, também, que o governo do estado não tem cumprido, de forma vergonhosa e inescrupulosa, o acordo que fez com policiais miliares e bombeiros do estado. “Não sei mais o que é preciso acontecer no Maranhão para que exista uma intervenção federal. Há presença de facções criminosas que têm o controle interno e ultrapassam os muros dos presídio fazendo articulações, promovendo rebeliões e colocando em risco a vida da população e isso precisa acabar.”

Da assessoria

Deputado federal José Alberto Oliveira Veloso Filho usa estrutura da assessoria de imprensa da prefeitura de Bacabal para promoção pessoal em pré-campanha pelo estado

Como o é o costume do cachimbo que faz a boca torta e em Bacabal as leis parecem que nasceram para não ser cumpridas, o deputado federal José Alberto Oliveira Veloso Filho (PMDB) vem deitando e rolando em uso fruto das benesses que o poder possibilita quando se tem um pai prefeito.
Mesmo com o calendário eleitoral vigendo o deputado federal participa de eventos variados, acompanha o pai prefeito e solenidades diversas, a exemplo de inaugurações e inspeções de obras, e, até de festas em que a prefeitura faz doações de uniformes para funcionários públicos, a exemplo dos garis que, mesmo contratados pelo município, trabalham para a empresa que terceirizou o sistema de coleta do lixo doméstico da cidade.



Não satisfeito e ciente da omissão da justiça e do ministério público José Alberto Oliveira Veloso Filho agora lança mão de mais um direito adquirido por ter o pai como prefeito de Bacabal. O deputado federal agora usa a estrutura da assessoria de comunicação social do município – equipamentos e pessoal, para fazer o trabalho de cobertura de sua pré-campanha acompanhando-o nas viagens que faz pelos rincões do Maranhão em busca de votos para a sua eleição.
Para não me estender muito posso citar aqui recente viagem empreitada por Veloso, o Filho, à cidade de Santa Luzia do Tide. Veloso, o Filho, ainda de fazia acompanhar por Veloso, o pai, mas o evento foi o lançamento da sua pré-candidatura.


Como as imagens sempre falam mais do que as palavras as fotos postadas nessa matéria mostram equipamentos e pessoal da assessoria de comunicação do município trabalhando em favor de Alberto, o Filho, embora Alberto, o pai, esteja presente, o que transforma o crime eleitoral em crime eleitoral hediondo, se isso me é permitido.
Será que só eu observo essas coisas?

Assessor de imprensa da prefeitura de Bacabal resolve o problema da falta de água da Vila São João e de Bacabal

O meu colega jornalista Alberto, o Barros, assessor de imprensa da prefeitura municipal de Bacabal, depois de transformar o prefeito José Alberto Oliveira Veloso, e quase toda a sua família em jurados de concurso de bloco de sujo no carnaval, agora no afã incontido de mensurar as obras que estão sendo inauguradas pelo prefeito como parte do aniversário de 94 anos da cidade, promoveu a mais completa resolução do problema da falta de água da cidade, principalmente na Vila São João.
Assessor e assessorado ainda me devem...
Em matéria postada em seu próprio blogue – veja clicando AQUI – e no próprio portal da prefeitura municipal de Bacabal – veja clicando AQUI – Alberto, o Barros, anuncia a perfuração do maior poço já construído na cidade em toda a sua história. Eu transcrevo o parágrafo da matéria:

- O poço possui vazão de 216 mil litros de água por hora e vai solucionar em definitivo a carência do produto em toda a região.

Mesmo não sendo técnico eu sei que um poço com essa capacidade de vazão deve ter mais de 240 metros de profundidade e que o seu custo de instalação está acima dos limites orçamentários do SAAE, isso sem falar que conheço muito bem a Vila São João e saber também que a área jamais produzirá tanto.
Na verdade, mesmo com o colega Alberto, o Barros, e o prefeito Alberto, o pai, ainda estando me devendo meus 3 mil e 500 reais, eu vou fazer uma assessoria para os dois que vai custar apenas uma caixa de cerveja e dois quilos de carne.
Na área compreendida como Vila São João existem 5 poços que vertem, produzem diariamente 1 milhão 314 mil 528 litros de água por dia. O poço recém-inaugurado possui capacidade de vazão e vai colocar na rede mais 336 mil litros de água por dia. Se assessor e assessorado quiserem e se derem ao trabalho de calcular vão descobrir que, por hora, o novo poço vaza somente 14 mil litros.
Mesmo assim é importante informar que agora o SAAE está colocando a área, a região da Vila São João, acima do que se exige como média mundial por residência, que é 750 litros. O SAAE agora disponibiliza para os moradores da região 1.752 litros de água por residência, mas isso não quer dizer que o problema que a comunidade vive esteja definitivamente equacionado.
Muito menos o de Bacabal.

Prefeitura municipal de Bacabal "bomba" evento promovido pelo PMDB

Programa político promovido pela Fundação Ulisses Guimarães foi turbinado com o apoio logístico bancado pelo prefeito José Alberto Oliveira Veloso

A Prefeitura municipal de Bacabal, através da sua secretaria da juventude, realizou no auditório do Centro Franciscano de Animação Missionária (CEFRAM), a aula inaugural, para mais de 300 jovens, do curso de dicção e oratória promovido pela Fundação Ulysses Guimarães, a custo zero para eles.


A fundação Ulysses Guimarães, responsável por ministrar o curso, é um braço do PMDB que usa o disfarce de ser uma entidade formadora de conceitos norteadores da condução do país rumo ao desenvolvimento democrático e da formação política do cidadão pela extensão de cursos a todo cidadão, no maior número possível de municípios brasileiros, para promover o partido politicamente.
O apoio logístico do prefeito José Alberto Oliveira Veloso se traduz em fato inédito em seu governo. Reconhecido mão de vaca, Alberto, o pai, por sua natural mesquinhez, é o principal responsável, ao lado de Alberto, o filho, e dos irmãos Nogueira, os sabidos, por quebrar o Bacabal Esporte Clube (BEC) exatamente por não investir na logística do clube.
O atual prefeito de Bacabal, pela simplicidade de, em sua juventude ter laborado como fateiro as margens do Rio Mearim – Veloso foi tratador de bofe, bucho, tripa e limpador de língua e passarinha e, como vaqueiro nas matas do povoado Vaca Morta, lá ele ajudou o pai nos primeiros passos campeando atrás de vacas e bezerros e comendo chibé nos finais de tarde -, tira do labor das duas profissões iniciais de sua vida ensinamentos que não lhe permitem o extravio de recursos, principalmente quando se trata de recursos públicos.
Estiveram presentes ao evento o deputado Roberto Costa, a vereadora Natália Duda e o ex-secretário adjunto de estado da juventude, ex-vereador de Pio XII Assis Filho.

terça-feira, 15 de abril de 2014

Só a intervenção federal resolverá crise em Pedrinhas, garante Simplício Araújo‏


O deputado federal Simplício Araújo (Solidariedade/MA) afirmou, nesta terça-feira (15), que a crise no sistema penitenciário maranhense só será resolvida quando o governo federal resolver intervir no estado. A declaração foi feita após a Secretaria Estadual de Segurança Pública ter confirmado a morte do terceiro detendo em apenas três dias.
O detento André Valber Costa Mendes, de 25 anos, foi encontrado morto, nessa segunda-feira (14), em uma cela do Centro de Detenção Provisória (CDP), unidade do Complexo Penitenciário de Pedrinhas.


André havia chegado na manhã de ontem ao pavilhão Delta CDP para cumprir pena de 26 anos por assalto. Às 22h30 de segunda-feira, o detento foi enforcado por outros presos. Entre a tarde do último sábado e a de domingo, duas mortes já haviam ocorrido na Central de Custódia de Presos de Justiça de Pedrinhas.
“A Sejap (Secretaria de Justiça e Administração Penitenciária), solicitou a prorrogação do estado de emergência. O estado de emergência serviria para, com dispensa de licitação, construir dez novos presídios no interior e um na capital, para atenuar a crise que começou com motins e rebeliões. Porém, mais uma vez, como vem acontecendo há muitos anos, o governo estadual apenas promete. Na prática nada muda. Nada é feito. É um governo de promessas e pouca efetividade. Tiveram 180 dias para construir pelo menos um presídio e não fizeram e nem vão fazer porque a segurança pública não é prioridade, assim como não é prioridade educação, saúde e nada que melhore a vida do maranhense”, afirmou o parlamentar.
Em outubro de 2013, o governo do estado decretou estado de emergência prometendo iniciar em dez dias a construção das unidades prisionais que iriam amenizar a crise carcerária. A promessa era a de que, ao fim do prazo de 180 dias estipulado pelo estado de emergência, as penitenciárias estariam prontas e inauguradas. Em janeiro, o governo do Maranhão firmou compromisso para implementar onze medidas organizadas pelo Comitê Gestor de Ações Integradas para a resolução da crise no sistema penitenciário.
Sem nenhuma unidade prisional concluída, a Sejap solicitou no dia 21 de março ao governo do estado que estendesse por mais 180 dias o prazo para a reformulação do sistema carcerário maranhense. Mantido o déficit de 2. 554 vagas nas prisões e delegacias do estado, as fugas, motins e assassinatos continuam acontecendo nas unidades, especialmente em Pedrinhas, presídio considerado o mais violento do país.
De acordo com os dados do Conselho Nacional de Justiça, já passa de 60 o número de detentos assassinados em Pedrinhas desde 2013. Homens da Força Nacional, do Batalhão de Choque da Polícia Militar e do Grupo Especial de Operações Prisionais ainda exercem o papel de agentes penitenciários no presídio.

Com informações do site Maranhão da Gente

Prefeito José Alberto Oliveira Veloso faz festa com mais um programa federal: 644 pessoas aprendem a ler e escrever através do Programa Brasil Alfabetizado

brasil alfabetizado foto
Veloso, o pai e, Veloso, o filho pegam carona e mais um programa do governo federal e fazem a festa.
O Brasil Alfabetizado é desenvolvido em todo o território nacional, com o atendimento prioritário a municípios que apresentam alta taxa de analfabetismo. Esses municípios recebem apoio técnico na implementação das ações do programa, visando garantir a continuidade dos estudos aos alfabetizando. Podem aderir ao programa por meio das resoluções específicas publicadas no Diário Oficial da União, estados, municípios e o Distrito Federal.
Em Bacabal durante o ano de 2013 a prefeitura municipal investiu forte no programa que tem como objetivo principal reduzir o índice de analfabetismo atingindo jovens, adultos e idosos como dona Aldeides Reis. Ela tem 80 e é uma das 644 pessoas que concluíram a primeira turma de formandos no Governo Agora Sim. “Tô descobrindo um mundo novo, vida nova, tô me sentindo uma menina” disse ela feliz da vida. A solenidade ocorreu no Centro de Convivência Social CCS na estrada da Bela Vista.
Além dos alunos e familiares, o evento contou com a presença do prefeito municipal Zé Alberto Veloso, do deputado federal Alberto Filho, do deputado estadual Roberto Costa e vereadores.

Da assessoria

A reinauguração da reforma: prefeitura de Bacabal reabre postos de saúde que estavam fechados a um ano

ubs.avi.Still003
Os prédios públicos de Bacabal continuam sendo pintados com as cores das fazendas e da campanha eleitoral do prefeito José Alberto Oliveira Veloso

O programa de reestruturação da saúde do município de Bacabal segue em ritmo forte. Paralela às obras de reforma e ampliação do Hospital Laura Vasconcelos o Socorrão, o novo governo iniciou a semana alusiva aos 94 anos de emancipação politica do município entregando obras importantes. Quatro povoados foram beneficiados com uma unidade básica de saúde: Vila Nova, Boa Vista da Taba, Brejinho e Aldeia do Odino, a maior delas.
Cada UBS contará com uma equipe do programa saúde familiar (PSF) composta por 2 médicos, 2 enfermeiros, 1 odontólogo, 1 agente comunitário de saúde e 1 agente administrativo.
Serão realizadas consultas, exames preventivos, vacinação e tratamento dentário. A entrega das UBSs aconteceu na manhã desta segunda-feira (14).

Da assessoria

segunda-feira, 14 de abril de 2014

Simplício debate com população de São João dos Patos em mais uma edição do Diálogos pelo Maranhão‏


O deputado federal Simplício Araújo (Solidariedade) participou, nesse sábado (12), de mais uma edição do movimento Diálogos pelo Maranhão. Em São João dos Patos, o parlamentar, ao lado do pré-candidato ao governo, Flávio Dino, e do pré-candidato a senador, Roberto Rocha, ouviu dos moradores suas reclamações, seus anseios e suas expectativas para o desenvolvimento da cidade e do Maranhão.


Em sua fala, o deputado demonstrou preocupação com a situação dos jovens que, cada vez mais, estão indo para outros estados em busca de melhores oportunidades de vida. “Um dos maiores problemas que existe em nosso estado é a falta de oportunidade para jovens e adultos. Muitos são levados a outros estados com promessas de emprego pois nós não temos nenhuma perspectiva dentro do Maranhão. Quando esses jovens não são levados para outros estados, acabam se entregando às drogas pela ausência de ações que tentem, de alguma forma, capacitar esses jovens”, afirmou.
O parlamentar aproveitou a oportunidade para reafirmar seu compromisso com a pré-candidatura ao governo de Flávio Dino e enterrar boatos de rompimento. “Tenho compromisso com a candidatura de Flávio Dino desde o início, bem antes do Solidariedade ser criado. Tenho trabalhado intensamente para trazer outras legendas para essa grande aliança de renovação do Maranhão. Sempre acreditei e apoiei o projeto de Flávio Dino e vamos continuar caminhando juntos para tirar o estado do atraso.”
Estiveram presentes ao evento, que ocorreu no auditório do sindicato dos trabalhadores rurais, o vereador Tio Jardel (Solidariedade), o pré candidato a deputado estadual pelo Solidariedade, Marcílio Ximenes, e diversas lideranças da cidade e da oposição.

Danielle Calvet de Viveiros
Da assessoria

Patrícia Vieira leva o PROS para a região dos cocais

Patrícia Vieira
A tesoureira do Partido Republicano da Ordem Social e presidente do PROS Mulher no Maranhão, Patrícia Vieira, teve um final de semana de intensa movimentação no trabalho de divulgação das diretrizes e metas do partido. Patrícia, que é pré-candidata a deputada estadual, na companhia do esposo, deputado federal José Vieira Lins, passou todo o final de semana visitando cidades da chamada região do cocais do Maranhão, entre as quais Codó, Caxias, Parnarama, Lagoa do Mato e Matões.
Patrícia e José Vieira Lins têm se desdobrado no trabalho de divulgação do PROS nos mais diversos recônditos do Estado do Maranhão. Hoje a legenda já se encontra com raízes fincadas em mais de 80 por cento das cidades do Estado, mas o deputado José Vieira, presidente do PROS no Maranhão, afirma que a meta e atingir os 100 por cento.
Outra meta do casal Vieira, essa capitaneada por Patrícia, é a abertura de núcleos do PROS Mulher nas maiores e principais cidades do estado. O PROS Mulher é um núcleo que detém grande espaço e forte atuação dentro da própria legenda por, entre outras metas a exemplo da segurança e da saúde da mulher, incentivar a efetiva participação das mulheres na política abrindo para elas cada vez mais espaço dentro de um setor ainda amplamente dominando pelos homens.

Recepção e carinho
O casal de políticos tem confessado a amigos está elevado com o nível da recepção que vem recebendo nos rincões do Maranhão afora. Confessam também que o carinho e a solidariedade que lhes vem sendo dada tem sido motivo de renovação de suas metas e objetivos. José Vieira, por exemplo, revela ter um carinho especial por Parnarama e lá é recebido como um filho da terra.
Patrícia se vê envolvida na mesma aura e disse que vai lembrar com muito orgulho a forma como vem sendo recebida, destacando o carinho especial com o qual foi tratada em Matões. Ela destaca também que essa maratona que vem sendo realizada ao lado do deputado federal José Vieira tem sido um proveitoso trabalho de construção de novos amigos, amigos que ela espera que permanecem para sempre dentro do ciclo no qual o casal Vieira vive.


Da assessoria

Vereador Rogério Santos reivindica mais segurança para Brejinho e aprova emenda que cria comissão de meio ambiente na câmara municipal


Preocupado com o clima de violência e de insegurança que se implantou no povoado Brejinho o vereador Carlos Rogério Santos Silva (PPS), acompanhado pelos colegas Manoel da Concórdia (PSB) e Reginaldo do Posto (PPS) realizou importante reunião no próprio povoado envolvendo no processo os líderes comunitários Adailton Cunha e Damiana Damasceno, além Walter Vieira, de Boa Vista da Taba.
O encontro teve como objetivo fortificar a ideia da implantação de um posto da polícia militar de forma permanente na comunidade. Vereadores e líderes comunitários, conscientes da importância do fato e cientes que a segurança é uma questão prioritária, traçaram planos para a viabilização do posto policial no mais breve espaço de tempo possível.

Comissão
O vereador Carlos Rogério Santos Silva, atuando de forma individual, teve emenda aprovada na última sessão da câmara municipal modificando o artigo 42 do regimento interno do parlamento municipal, instituindo a comissão de meio ambiente.
Rogério Santos justificou a criação da comissão justificando que “o Município de Bacabal tem hoje uma população estimada em mais de 100 mil habitantes e já vive os problemas inerentes aos malefícios causados pela má gestão do nosso meio ambiente. Essa Casa, pela Instituição Legal que lhe faz existir, o seu Regimento Interno, ainda está, mas não pode ficar omissa com relação essa causa vital. Preservar o meio ambiente é muito importante para que possamos ter um planeta saudável e rico em recursos naturais no futuro”.
Santos disse também que “o Senado federal, a Câmara de Deputados, as Assembleias Legislativas e diversas câmaras de vereadores, já há alguns anos, sensibilizados pelas condições de nosso planeta tiveram a iniciativa de criar comissões para tratar de forma permanente sobre a temática Meio Ambiente. A Câmara Municipal de Bacabal tem o dever de buscar soluções para os problemas, além de mediar debates sobre a temática juntamente com outras entidades públicas e privadas e isso só será possível através da criação da presente Comissão”.
Ele explicou ainda que “tanto a lei federal 11.445/05 como a 12.305/10, que define a política nacional de saneamento básico e a política nacional de resíduos sólidos respectivamente, vão se transformar num marco regulatório de avanço na saúde pública, proporcionando maior qualidade de vida podendo ser considerado como uma das ações mais relevantes na área ambiental dos últimos anos”.
Continuou explicando que “o Plano Municipal de Saneamento Básico para a gestão dos resíduos sólidos urbanos vai oferecer condições de implantar sistemas de tratamento de resíduos através de investimentos privados, com a possibilidade de recuperar os passivos ambientais deixados e principalmente conseguir royalties através da venda dos comodities conseguidos pelas tecnologias a serem implantadas para o tratamento de resíduos sólidos urbanos”.
Afirmou que “o Município de Bacabal, através do Poder Executivo, está discutindo a implantação de um plano que nós aprovaremos aqui. O Rio Mearim é hoje monitorado por um Comitê Gestor: Foi criado o Comitê de Bacia Hidrográfica do Rio Mearim garantindo o desenvolvimento da política de recursos hídricos de forma descentralizada e participativa, cumprindo os seus objetivos, fundamentos e diretrizes”.
Mostrou que “o Comitê de Bacia é um órgão colegiado, inteiramente novo na realidade institucional brasileira, que conta com a participação dos usuários, da sociedade civil organizada, de representantes de governos municipais, estaduais e federal. Esse ente é destinado a atuar como “parlamento das águas”, posto que é o fórum de decisão no âmbito de cada bacia hidrográfica, definindo as diretrizes para o uso dos recursos hídricos na bacia, e implantação dos instrumentos técnicos e de gestão.  A criação do Comitê de Bacia Hidrográfica do Rio Mearim é fruto de intensa mobilização social iniciada na própria bacia hidrográfica, aprovada pelo Conselho Estadual de Recursos Hídricos e oficializada pela Lei n° 9.957 de 21 de novembro de 2013 para a criação do Comitê do Mearim. Para que o Comitê atinja seus objetivos é necessário que seja realizado um processo eleitoral e posse dos membros, o que acontecerá por meio de cadastramento das instituições interessadas (poder público, sociedade civil e usuários) e posteriormente reunião de cada segmento para definição de seus representantes”.
Finalizou exortando seus pares: - Precisamos fazer a nossa parte. Não podemos ficar fora desse contexto tão importante e omissos em nosso papel de legislar.


Da Assessoria

Florêncio Neto denuncia que lavadeiras do Socorrão estão trabalhando em situação de risco

Quarta-feira foi dia de mais uma sessão da câmara de vereadores de Bacabal. O vereador Florêncio Neto, líder da oposição, esteve presente e na tribuna denunciou a situação em que as lavadeiras que prestam serviço no Pronto Socorro Municipal e no Hospital Materno Infantil estão trabalhando. A lavanderia está funcionando de forma precária no Hospital Veloso Costa, a máquina que poderia ser usada para lavar lençóis, coxas e outros materiais está quebrada, as trabalhadoras estão usando as próprias mãos e no manuseio elas têm que usar produtos especiais, tudo isso sem nenhuma proteção, colocando suas saúde em risco.

Conheça a denúncia do vereador assistindo o vídeo postado abaixo:

video

sábado, 12 de abril de 2014

Assessor gozador: secretária de assistência social de Bacabal entre os 100 melhores gestores municipais


Alberto Barros


SILVIA VELOSOA Secretária Municipal de Assistência Social, Silvia Cristina Braga Veloso, está entre os 100 melhores Secretários (as) Municipais de Assistência Social do Brasil, sendo convidada a receber o Prêmio “Sustentabilidade Social” no 6º Congresso Nacional de Gestores Municipais de Assistência Social. O evento será realizado entre os dias 13 a 16 de abril na Costa do Sauipe/BA.
Nos critérios de avaliação são levados em consideração a coordenação de políticas municipais de Assistência Social, execução das atividades relativas à prestação de serviços sociais, ações visando o desenvolvimento social, combate a desigualdade social e inclusão social e plano municipal de Assistência Social.
Silvia Veloso concorreu com mais de 5 mil municípios.
“Fico feliz em saber que estamos entre as cem melhores assistências sociais em todo o país. Agradeço primeiramente a Deus e compartilho esse mérito com toda nossa equipe e administração municipal, pois juntos trabalhamos para efetivamente fazer com que a assistência social seja mais que um direito e um dever do Estado, mas um mecanismo de cidadania, inclusão e efetividade social”, comentou a secretária e primeira dama do Municipio de Bacabal, Silvia Veloso.
A Secretaria Municipal de Assistência Social tem por finalidade coordenar o conjunto de serviços sócio-assistenciais, bem como combater a pobreza visando o aumento da autoestima e dignidade do cidadão em consonância com as diretrizes emanadas, através de ações e serviços que visem à promoção, proteção social dos munícipes, tendo como princípios a universalização, a territorialização, a matricialidade sociofamiliar, equidade e a integralidade, não esquecendo também da qualidade do serviço e humanização no atendimento.

Mudança completa


Simplício Araújo

A mudança para ser completa deve ser de uma ponta à outra. Não adianta votar em um governador para mudar, um senador para mudar, mas votar em deputados estaduais e federais viciados na velha política. Temos que avançar pra valer, mudando não apenas a embalagem, mas principalmente o conteúdo.
Hoje temos a responsabilidade de melhorar a política. A população foi às ruas, em junho do ano passado, para reivindicar pautas de interesse nacional. Mas, a mais visível delas era: a classe política não nos representa. Com certeza, muita gente não se sente representada pelos governantes e pelos parlamentares porque o atual sistema eleitoral está podre.
A Constituição de 1988, que nós aprovamos, diz que todo poder emana do povo e em seu nome será exercido. Ou seja, os políticos deveriam representar o povo. No entanto, por que a maioria não representa?
Infelizmente, porque muitos dos que estão na política chegaram por meio dos apadrinhamentos, buscando votos como se fossem heranças deixadas pelos pais. Vencem as eleições por meio de esquemas, e, principalmente, às custas de muito dinheiro, o famoso abuso de poder econômico. Isso tudo é disfarçado em muros, carros de som, adesivos, bandeiras, marqueteiros, etc.
Esses, realmente, não nos representam.
Os que se elegem gastando milhões costumam se esconder e esquecem os problemas que atingem o povo. Eles passam quatro anos pensando apenas em se garantir no poder. Representam apenas o poder econômico, o dinheiro, seus negócios e empresas. Mas esquecem de quem mais deveriam lembrar: a população.
Nos países mais democráticos, o debate sobre as candidaturas acontecem dentro das categorias profissionais e segmentos da sociedade, por meio de debates internos sobre quem devem apoiar para representá-los. Quando começa o pleito, indicam o nome e contribuem como podem para a sua eleição. Mas não é assim no Brasil. Pelo sistema eleitoral brasileiro, só são conhecidos os nomes de alguns que disputam quando começa a eleição.
Portanto, muito cuidado, vamos escolher e ajudar a escolher bem. A mudança não é responsabilidade apenas da classe política. O Brasil, o Maranhão e a sua cidade precisam de você. Se cada um de nós assumir a sua parte, sem dúvida nenhuma, vamos mudar por completo, pra valer e pra vencer.

*Simplício Araújo é deputado federal e presidente estadual do partido Solidariedade