Matéria do dia

Rogério Alves: Somos a Porta da Justiça.

Rogério Alves Advogado Com a indefinição do entra e sai de Zé Vieira da prefeitura fiquei aguardando os acontecimentos para me manifes...

Publicidade

João Alberto convoca Conselho para analisar recurso pela cassação de Aécio



Pedido foi arquivado pelo peemedebista, mas grupo de senadores recorreu da decisão

ATUAL7


O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar do Senado se reunirá próxima quinta-feira 6, às 10 horas, para analisar recurso apresentado contra o arquivamento do pedido de cassação do mandato do senador Aécio Neves (PSDB-MG), por quebra de decoro parlamentar.

A reunião foi convocada pelo presidente do colegiado, João Alberto Souza (PMDB-MA), nesta terça-feira 4.

No último dia 23, o peemedebista decidiu, monocraticamente, arquivar a representação feita pela Rede e PSOL contra o tucano, pilhado em delação premiada da JBS à Procuradoria-Geral da República (PGR), após ser gravado pelo executivo Joesley Batista pedindo R$ 2 milhões para pagar advogados em processos relacionados à Lava Jato.

Diante do arquivamento da representação, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) começou a recolher assinaturas de integrantes do Conselho de Ética para poder entrar com o recurso. Assinaram Lasier Martins (PSD-RS), João Capiberibe (PSB-AP), Pedro Chaves (PSC-MS), Antonio Carlos Valadares (PSB-PR) e José Pimentel (PT-CE).

Eram necessárias pelo menos cinco assinaturas de senadores titulares do colegiado para que o recurso tivesse validade. Randolfe não é do Conselho, e por isso não pôde colocar seu nome entre os apoiadores.

Para a representação ser desarquivada, são necessários os votos de, pelo menos, 8 dos 15 integrantes titulares do Conselho de Ética. Se a maioria votar a favor do pedido, a representação contra Aécio começará a ser debatida pelo colegiado. Se der prosseguimento, caberá ao conselho encaminhar um parecer ao plenário do Senado.