Familiares de Zé Vieira vem a público prestar declarações sobre as eleições municipais 2020. - Abel Carvalho

Matéria do Dia

A pedido do vereador Venâncio do Peixe câmara de Bacabal cria Comissão Parlamentar Especial para realizar estudos sobre a regularização fundiária no Município

Assecom Câmara, com redação de Abel Carvalho e fotos de Wanderson Ricardo e Cléber Lima - A câmara municipal de Bacabal aprovou em sua últi...

Portal da Poesia


Portal da Poesia Poema em primeira pessoa

Estou vivo, ainda.
Tantos já se foram, eu não.
Quantos desafios ainda terei se não morrer?

Perdi pai, irmãos Perdi mãe, Reencontrei amigos, Muitos também se foram.

Eu sigo, estou vivo. Até quando?

Quantos não estão mais aqui...
Quantos dias terei que caminhar...

Estou vivo ainda...
Não sei por quantos dias,
Por quanto tempo caminharei sem destino
Quanto tempo a vida me vagueará...

Quando nós nos conhecemos?
Porque sofremos?
Quantos dias teremos?

A vida é assim...
Quantos dias foram reais...

Às vezes se mira o impossível
A vida é apenas um conjunto de sonhos e quimeras
Nunca
Nunca será a esperada era
O longo caminho que Deus vocifera
A quilha
O limo
A nódoa infante
Não se pode ter sempre o que se quer
E se você não está aqui
Os dias são mais difíceis

Eu, coadjuvante na batalha,
Pereço como tantos que se foram,

Sem contar os dias vacilo em perene devaneio
Ano após ano
Me perco em um passado sem futuro,
Em dias,
Em noites,
Pensamentos obscuros...
Vagueio entre os medos
Que eu mesmo construí

Se escapar, então,
Sei que vou consegui distingui
O Céu do Inferno
Heróis de fantasmas
A vida do fim...

Abel Carvalho

Familiares de Zé Vieira vem a público prestar declarações sobre as eleições municipais 2020.

Share This
Prezados amigos e amigas de Bacabal,

Nós, familiares de nosso saudoso Zé Vieira, este com o currículo político de ter sido eleito democraticamente prefeito de Bacabal, por três mandatos (algo inédito nesse município), além de ter passado pelo cargo de vereador e deputado Federal, por dois mandatos, sempre com o apoio expressivo dos queridos eleitores desta terra que tanto amava. Amor este principalmente pelos mais carentes e necessitados, temos muito a agradecer a esse povo que lhe deu tão honrosa trajetória.
Zé Vieira amava seu povo, mas também era amado por suas palavras e principalmente atitudes. Quem não se comovia quando ele falava nos meios de comunicação ou diretamente ao seu povo? Ouvir Zé Vieira falar era um ato solene sempre, pois atraia expectadores de todas as idades, classe sociais, gênero, credos e regiões. E suas palavram eram sempre traduzidas, em seguida, por ações. Arrastava multidões! O Homem do Caldeirão!  Seus comícios, carreatas, passeatas, eram sempre as mais prestigiadas, pois atraia multidões. Homem de palavra e de fé! Muito fácil falar de nosso Líder, que Deus abençoou com grandes vitórias e o levou a seus braços porque acreditamos que cumpriu seu dever aqui na terra.
Assim, em memória a este grande homem, temos a obrigação, como seus descendentes diretos, de zelar pela sua imagem. Por este motivo, pedimos a atenção e compreensão de todos no seguinte sentido: garantiremos em todas as esferas judiciais cabíveis, a proteção da imagem, do nome, do legado de Zé Vieira, resguardado constitucionalmente, que prevê que é crime e o código civil afirma, inclusive, que cabe indenização a exposição indevida, ou seja, sem autorização dos seus descendentes.
Para isto, não necessita a imagem violar a intimidade ou honra, bastando que seja publicada qualquer menção sem a devida autorização, seja em redes sociais, grupos de WhatsApp, todos os meios de comunicação (TVs, rádios, jornais, etc), “palestras”, comícios, reuniões político-partidárias, para fins de captação de votos ou objetivos econômicos.
Constituímos uma banca de advogados especialistas que nos darão assessoria e suporte na intenção de garantir a preservação da imagem e nome de Zé Vieira, sem a devida autorização.
Por fim, agradecemos a atenção e o carinho prestados durante todos esses anos tanto a Zé Vieira quanto a sua família.

Que Deus abençoe a todos nós.

A família

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad