Câmara de vereadores de Bacabal discute segurança pública com os chefes das polícias Civil e Militar do município - Abel Carvalho

Matéria do Dia

A pedido do vereador Venâncio do Peixe câmara de Bacabal cria Comissão Parlamentar Especial para realizar estudos sobre a regularização fundiária no Município

Assecom Câmara, com redação de Abel Carvalho e fotos de Wanderson Ricardo e Cléber Lima - A câmara municipal de Bacabal aprovou em sua últi...

Portal da Poesia


Portal da Poesia Poema em primeira pessoa

Estou vivo, ainda.
Tantos já se foram, eu não.
Quantos desafios ainda terei se não morrer?

Perdi pai, irmãos Perdi mãe, Reencontrei amigos, Muitos também se foram.

Eu sigo, estou vivo. Até quando?

Quantos não estão mais aqui...
Quantos dias terei que caminhar...

Estou vivo ainda...
Não sei por quantos dias,
Por quanto tempo caminharei sem destino
Quanto tempo a vida me vagueará...

Quando nós nos conhecemos?
Porque sofremos?
Quantos dias teremos?

A vida é assim...
Quantos dias foram reais...

Às vezes se mira o impossível
A vida é apenas um conjunto de sonhos e quimeras
Nunca
Nunca será a esperada era
O longo caminho que Deus vocifera
A quilha
O limo
A nódoa infante
Não se pode ter sempre o que se quer
E se você não está aqui
Os dias são mais difíceis

Eu, coadjuvante na batalha,
Pereço como tantos que se foram,

Sem contar os dias vacilo em perene devaneio
Ano após ano
Me perco em um passado sem futuro,
Em dias,
Em noites,
Pensamentos obscuros...
Vagueio entre os medos
Que eu mesmo construí

Se escapar, então,
Sei que vou consegui distingui
O Céu do Inferno
Heróis de fantasmas
A vida do fim...

Abel Carvalho

Câmara de vereadores de Bacabal discute segurança pública com os chefes das polícias Civil e Militar do município

Share This
Assecom Câmara, com redação e fotos de Wanderson Ricardo - Era grande a expectativa dos vereadores de Bacabal pela audiência com os chefes das polícias civil e militar da cidade, no plenário vereador Jocimar Alves de Sousa. E na sessão ordinária da câmara, realizada na tarde de ontem, 05, o comandante do 15º BPM, Major Berrêdo, ladeado pelo subcomandante da corporação, Major Hamilton, além do delegado Oséias Cavalcante, titular da 16ª Delegacia Regional de Policia Civil, participaram da reunião que tratou de vários assuntos ligados a segurança pública no município.
O presidente da Câmara, vereador Manuel da Concórdia (PDT), fez a abertura dos trabalhos agradecendo a presença das autoridades policiais, exaltando o interesse coletivo dos membros do parlamento em sempre buscar manter o diálogo aberto, com todos os órgãos instalados em nosso município, com o intuito de colaborar de alguma forma, por meio da câmara de vereadores, para que os vários segmentos do serviço público sejam prestados com qualidade e eficácia na cidade de Bacabal.
O vereador Serafim Reis (MDB), decano do Poder Legislativo, elencou alguns momentos distintos das atividades policiais, reconhecendo a importância das corporações na prestação do serviço de segurança preventiva, ostensiva e investigativa. O vereador Fernando da Luziana (PDT) cobrou melhorias no atendimento de ocorrências oriundas da zona rural. Melquiades Neto (MDB) também aprofundou o questionamento ao perguntar sobre o retorno da “Patrulha Rural”.
O Major Berrêdo, explicou que o Copom (Central de Operações da Polícia Militar) é um serviço que está disponível para todos os moradores da sede e zona rural. Que a PM tem como objetivo atender todas as ocorrências que lhe são pertinentes. Entretanto, ao invés da “Patrulha Rural”, a Companhia de Operações de Sobrevivência em Área Rural (Cosar) é o grupamento especializado em ocorrências desta natureza.

O vereador Dedê da Tresidela (PSC), falou sobre a questão dos assaltos à mão armada. Em seguida a vereadora Regilda Santos (PL), também pontuou o assunto, que ganhou mais ênfase com a participação do vereador Alberto Sobrinho (PSC) e da vereadora Natália Duda (MDB), que teceram comentários concernentes ao registro de ocorrências na delegacia.
Tanto o Major Berrêdo, quanto o Delegado Regional Oséias, explicaram a importância do registro das ocorrências para o tornar o trabalho das polícias mais técnico e prudente. Entretanto, o Delegado Regional, reconheceu a dificuldade existente pela pandemia, para se registrar o Boletim na Delegacia Virtual. Embora, esclarecendo que as ocorrências graves, estão sendo atendidas de forma presencial.
O vereador Professor Gusmão (Solidariedade), defendeu o retorno do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd), explicando que a eficácia do programa é comprovada. Além disso, o vereador Feitosa (Solidariedade) ressaltou o papel decisivo da gestão pública em promover melhorias nos setores urbanos, para facilitar o trabalho policial. Perguntas sobre o papel social da PM, a atuação no trânsito, serviço de inteligência; atendimento humanizado; casos de violência contra mulher e receptação de objetos roubados ou furtados, também entraram em pauta.
Anderson Viana (PL), Alex Abreu (Republicanos), Venâncio do Peixe (PDT), Mauricio Silva (PROS), Professor Markim (PSC) e Reginaldo do Posto (PDT), participaram da discussão que, em momentos específicos, teve a colaboração do subcomandante Major Hamilton.
Por fim, o delegado Regional revelou que, apesar das limitações de efetivo do órgão, a dedicação e empenho dos agentes é uma garantia que a população pode ter na prestação de serviço da Policia Civil. Major Berrêdo, destacou ações como a prisão de traficantes, assaltantes e o retorno do “Esquadrão Águia” como respostas que estão sendo dadas em seu comando para o combate à criminalidade.
Manuel da Concórdia, encerrou a audiência se colocando à disposição das corporações, para junto com os demais vereadores, ajudarem por meio do Poder Legislativo, as policias Militar e Civil a buscarem melhorias junto as autoridades políticas, quando necessário.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad