Ana Júlia, estudante que discursou na Câmara do Paraná, faz pronunciamento em comissão do Senado - Abel Carvalho

Matéria do Dia

Decreto proíbe a realização de eventos em Bacabal

  Assecom Bacabal, com, redação de Louremar Fernandes - O Decreto nº 742 da Prefeitura de Bacabal, proíbe a realização de qualquer tipo de ...

Portal da Poesia


Portal da Poesia Poema em primeira pessoa

Estou vivo, ainda.
Tantos já se foram, eu não.
Quantos desafios ainda terei se não morrer?

Perdi pai, irmãos Perdi mãe, Reencontrei amigos, Muitos também se foram.

Eu sigo, estou vivo. Até quando?

Quantos não estão mais aqui...
Quantos dias terei que caminhar...

Estou vivo ainda...
Não sei por quantos dias,
Por quanto tempo caminharei sem destino
Quanto tempo a vida me vagueará...

Quando nós nos conhecemos?
Porque sofremos?
Quantos dias teremos?

A vida é assim...
Quantos dias foram reais...

Às vezes se mira o impossível
A vida é apenas um conjunto de sonhos e quimeras
Nunca
Nunca será a esperada era
O longo caminho que Deus vocifera
A quilha
O limo
A nódoa infante
Não se pode ter sempre o que se quer
E se você não está aqui
Os dias são mais difíceis

Eu, coadjuvante na batalha,
Pereço como tantos que se foram,

Sem contar os dias vacilo em perene devaneio
Ano após ano
Me perco em um passado sem futuro,
Em dias,
Em noites,
Pensamentos obscuros...
Vagueio entre os medos
Que eu mesmo construí

Se escapar, então,
Sei que vou consegui distingui
O Céu do Inferno
Heróis de fantasmas
A vida do fim...

Abel Carvalho

Ana Júlia, estudante que discursou na Câmara do Paraná, faz pronunciamento em comissão do Senado

Share This
Jornal do Brasil

estudante Ana Júlia Ribeiro, de 16 anos, fez um pronunciamento na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa do Senado, às 9h45 desta terça-feira (31). A estudante de Curitiba ficou conhecida internacionalmente após o discurso que fez na Assembleia Legislativa do Paraná, denunciando a PEC 241 (agora PEC 55, que tramita no Senado) e defendendo o direito dos alunos de ocuparem as escolas.
A estudante começou seu pronunciamento falando sobre o discurso realizado na última quarta. “Não entendi o tamanho da repercussão já que se trata de algo tão básico, ou que pelo menos deveria ser.”
Ana Júlia fez pronunciamento à Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa do Senado
Ana Júlia fez pronunciamento à Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa do Senado
Ana Júlia criticou a qualidade do ensino público no país. “Sou estudante de escola pública, e em toda minha trajetória estudantil e visitando agora as escolas de Brasília, eu percebo a precariedade do ensino público. Percebo como precisamos enfatizar isso.”
Falou da repressão violenta que o movimento de ocupação das escolas vêm sofrendo por parte das autoridades. “Eu e todos os estudantes aprendemos um novo significado de resistência. A gente aprendeu que a resistência acontece quando olham para a gente e falam ‘larga disso porque vocês não vão conseguir nada’. Em resposta nós olhamos para eles, erguemos a cabeça e falamos ‘não, não vou largar’”, disse a estudante sob aplausos, e concluiu: “Aqueles que votarem contra a educação estarão com as mãos sujas por 20 anos.”
Às 11h, Ana Júlia ainda participaria da Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados, e teria outros compromissos no decorrer do dia, incluindo uma reunião com membros da UNICEF.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad