Novo nome do PT para o Senado pode gerar conflito para Flávio Dino - Abel Carvalho

Matéria do Dia

Manuel da Concórdia comemora admissão da jovem surda Rayane Raquel no quadro de servidores da prefeitura de Bacabal

Com redação de Wanderson Ricardo e fotos de Cléber Lima - O vereador presidente da câmara de Bacabal, Manuel da Concórdia (PDT), publicou e...

Novo nome do PT para o Senado pode gerar conflito para Flávio Dino

Share This

Ex-presidente da OAB, Mário Macieira, é o nome em debate interno do PT para ser apresentado ao governador Flávio Dino para compor a chapa majoritária
CARLA LIMA, SUBEDITORA DE POLÍTICA O ESTADO MA

Com nova articulação do PT, Márcio Jardim fica de fora da candidatura ao Senado


A direção estadual do PT no Maranhão vai se reunir nesta semana para iniciar o debate sobre um novo nome que poderá ser o pré-candidato a senador pela legenda, o ex-presidente a seccional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Mário Macieira. Além dele, há ainda o ex-secretário de Esportes de Flávio Dino (PCdoB), Márcio Jardim, que vem defendendo a indicação do PT para a chapa do comunista.


Antes visto como um partido que não causaria problemas na composição da chapa de Flávio Dino, o PT parece que não desistiu a vaga na chapa majoritária do comunista. A prova disto foi o início do debate interno a respeito da indicação do nome do ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), seccional do Maranhão, Mário Macieira, para candidatura ao Senado.


Macieira confessa que há um conversa a respeito e que analisará da melhor forma a possibilidade de entrar na disputa pelo espaço na chapa de Dino.


“Fomos procurados por militantes do partido com esta proposta [ser o candidato a senador]. Não descarto a possibilidade até pelos anos de militância que tenho no partido. Mas também sei que toda esta história é embrionária e muito deve ser debatido”, disse a O Estado Mário Macieira.

Interno
Além desta possibilidade de ter Mário Macieira como candidato ao Senado, o PT já tem inscrito como disponíveis para esta vaga o ex-secretário de Esportes do governo de Flávio Dino, Márcio Jardim. Ele vem conseguindo abrir espaços para o seu projeto por meio da relação próxima que tem com o ex-presidente Lula.


O problema de Jardim é conseguir o aval – se o PT conseguisse entrar na chapa do governador – de Flávio Dino para ser membro da chapa majoritária.


Isto porque Jardim foi preterido pelo governador quando novos aliados como o PR e DEM chagaram ao governo. A secretaria comandada pelo petista acabou sendo direcionada para sanar a pane de outros aliados que reivindicavam o espaço no governo estadual.


O problema é que Jardim não agrega apoio nem internamente e nem como um nome aceito pelo governador e seus aliados dos demais partidos. Para garantir competitividades em relação aos demais partidos aliados, o PT pretende apresentar Macieira que seria um nome novo e de fácil aceitação interna e externa.

Petistas ainda podem causar problemas chapa comunista

O PT pode causar problemas para a o PCdoB no Maranhão. Isto porque os comunistas não estavam mais debatendo a possibilidade de abrir espaço ao partido do ex-presidente Lula na chapa majoritária de Flávio Dino. As discussões para Dino ainda passam somente para adequar o DEM de Juscelino Filho.


No entanto, a resolução estadual do PT já havia definido que o partido vai com Dino em 2018 desde que haja espaço para o PT na chapa majoritária. O pleito é igual ao do DEM.


A diferença entre as duas legendas é a moeda de troca para o governador Flávio Dino. Do PT, os dois maiores atrativos é o tempo de televisão e o lastro político no estado do ex-presidente Lula. Para os petistas, a sigla garante quase a metade do tempo de televisão que o governador poderá ter;
O DEM, diferente, pressiona para ter o nome na chapa com somente 19 segundos de tempo de propaganda no horário eleitoral gratuito. Mesmo assim, tem buscado com maior empenho o nome para fazer parte na chapa de Dino ou para o Senado ou para ser vice.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad