Lourival Souza: Acidentes de motociclistas sobrecarregam o SUS - Abel Carvalho

Matéria do Dia

Em Bacabal trabalhadores da educação começaram a ser vacinados hoje, 20 de abril

Assecom Bacabal, com redação de Louremar Fernandes e fotos de Melquisedeque Morais - A Prefeitura de Bacabal começou hoje a vacinação dos t...

Portal da Poesia


Portal da Poesia ...

Porque tudo morre?
Porque existe a morte.
Porque existe a morte?
A morte não existe,
A morte é o fim.
A morte é o mais pleno,
Absurdo e absoluto
Poder da ausência.

Abel Carvalho

Lourival Souza: Acidentes de motociclistas sobrecarregam o SUS

Share This
Lourival Souza, engenheiro - Neste momento de hospitais lotados e início de vacinação contra a Covid, nunca foi tão importante fortalecer o Sistema Único de Saúde (SUS), que fornece atendimento médico gratuito a todo cidadão brasileiro.
Mas sabe o que enfraquece o SUS? Comportamentos irresponsáveis que ajudam a lotar hospitais públicos com casos graves que poderiam ser evitados, bastando uma atitude mais responsável por parte das pessoas (de preferência estimulada positivamente por governos conscientes). Se você pensou em distanciamento social para evitar contaminação pelo coronavírus, está certo. Mas aqui o assunto é trânsito.
Em 2019, para atender às ocorrências relacionadas a acidentes de trânsito em geral, o SUS precisou desembolsar R$ 265 milhões, sendo que, a cada dez atendimentos por acidente desse tipo, oito foram de pessoas que estavam utilizando motocicletas.
Segundo a Seguradora Líder, que administra o Seguro DPVAT, que indeniza qualquer vítima de trânsito no Brasil, entre janeiro e junho de 2020, as vítimas de acidentes envolvendo motocicletas responderam por quase 80% das indenizações concedidas no período. Dessas, mais de 8 mil foram pagas a famílias indenizadas por morte da vítima e mais de 90 mil foram para pessoas que ficaram com invalidez permanente – tragédias relacionadas ao mau uso da motocicleta ou à própria vulnerabilidade de se ter alguém num tipo de veículo que se equilibra só em duas rodas, sem cinto de segurança e sem a proteção que a cabine de um carro é capaz de proporcionar. Some-se a esses fatores o excesso de velocidade de motoboys pressionados para fazer o máximo de entregas por dia, e está pronto o coquetel mortífero que destrói tantas famílias brasileiras, sobrecarrega o SUS e ajuda a colocar nas alturas o gasto do governo com saúde pública. Fonte: cesvibrasil.com.br

CRLV 2021: VOCÊ PODE BAIXAR OU IMPRIMIR O DOCUMENTO DIGITAL
A maioria dos Detrans não emite mais o documento que comprova o licenciamento anual.
O Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV) é um documento de porte obrigatório onde constam, além das características do veículo, informações sobre o pagamento do IPVA, do Seguro Obrigatório (DPVAT) e ano em exercício.
A versão digital do CRLV 2021 traz todas essas informações e tem a mesma validade jurídica do documento físico que era emitido pelos Departamentos Estaduais de Trânsito (Detrans). “Lembrando que desde 2016 o porte obrigatório poderá ser dispensado quando, no momento da fiscalização, for possível ter acesso ao sistema informatizado do órgão responsável para verificar se o veículo está licenciado”, explica Eliane Pietsak, pedagoga e especialista em trânsito.

Ainda segundo a especialista, a orientação, para não haver surpresa no momento da fiscalização, é baixar a versão digital ou imprimir em casa.

“A autenticidade da impressão é garantida por um QR Code que pode ser consultado por meio de um aplicativo pelos agentes de trânsito em uma eventual fiscalização”, garante.

Assim como funcionava com o documento emitido pelo Detran, o CRLV digital somente é expedido após a quitação dos débitos relativos a tributos, encargos e multas de trânsito, vinculados ao veículo, bem como o pagamento do Seguro Obrigatório (DPVAT), que esse ano não terá taxa, como você pode ver aqui.

Internet
Diferente do que muitos pensam, não é necessária a conexão com a internet no momento da abordagem. “O documento pode ser acessado mesmo que o proprietário esteja sem acesso à internet, já que o aplicativo gera um arquivo PDF com uma assinatura digital, o que garante a autenticidade do documento”, diz Pietsak. Fonte: portaldotransito.com.br

CÓDIGO DE TRÂNSITO BRASILEIRO - CTB (Lei nº 9.503/97)
Art. 32. O condutor não poderá ultrapassar veículos em vias com duplo sentido de direção e pista única, nos trechos em curvas e em aclives sem visibilidade suficiente, nas passagens de nível, nas pontes e viadutos e nas travessias de pedestres, exceto quando houver sinalização permitindo a ultrapassagem.

FAÇA A SUA PARTE PELO TRÂNSITO SEGURO: SEJA OBEDIENTE ÀS LEIS DO TRÂNSITO.
Leia semanalmente a coluna SOS Vida na edição impressa de sábado do Jornal O Imparcial
Facebook e Instagram: Campanha SOS VIDA
Twitter: @valorizacaovida
Fones: (98)98114-3707(VIVO-Whatsapp)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad